Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    31/07/2018

    TRÊS LAGOAS| Educação desenvolve projeto para enfrentar problemas com crianças e adolescentes em transporte escolar

    A medida visa aperfeiçoar os motoristas ao diálogo com estudantes, quando identificar alguma irregularidade ou situação fora do normal

    Divulgação 
    A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), está iniciando um projeto voltado às melhorias e resolução de problemas relacionados ao transporte escolar, alunos e motoristas.

    Intitulado “Boas práticas no transporte escolar – garantindo o direito de ir e vir com segurança e respeito a todos”, o projeto teve início na tarde de ontem, segunda-feira (30), com a palestra “drogas e suas consequências para a sociedade”.
    Divulgação
    O tema foi ministrado pelo 1º Sargento da Polícia Militar e instrutor do PROERD, Jefferson Barbosa de Paula, que expôs o assunto para dezenas de motoristas da Rede Municipal de Ensino (REME).

    O objetivo desse tema, conforme Jefferson, é explanar os danos causados pelas drogas à sociedade e buscar multiplicadores no enfrentamento ao problema. “Além de informações e discussão sobre esse mal, visamos despertar a consciência participativa para si e para toda a realidade em volta desses motoristas que, com certeza, se deparam com situações causadas por drogas diariamente. Que a preocupação não esteja ligada apenas à criminalidade, mas, à saúde e educação”, ressaltou Sargento Jefferson.

    AÇÕES QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE

    A secretaria da pasta, Maria Célia Medeiros, explica que este projeto surgiu a pedido da promotora da infância e juventude, Ana Cristina Carneiro Dias, diante de diversos casos alarmantes que a Secretaria vem enfrentando com alunos usuários do transporte escolar.
    Divulgação
    “Ao longo da gestão, tivemos denúncias de diversas naturezas envolvendo estudantes dentro dos ônibus. Porte de armas brancas, drogas, brigas e o preocupante vídeo de sexo dentro de um dos veículos, fez com que iniciássemos este projeto na tentativa de enfrentar essas situações envolvendo toda a sociedade”, explica Maria Célia.

    Os motoristas do transporte escolar receberão contínuas palestras e treinamentos a fim de interagir com os estudantes e ter iniciativa para resolver conflitos que surgirem em trajeto.

    Ela argumenta que o projeto terá apoio da Promotoria da Infância e Juventude, Polícia Militar, Movimento Mães Unidas e envolverá as famílias, escolas, empresa de transporte e servidores em geral. O projeto prevê a continuidade de palestras, aperfeiçoamento e reuniões a todos os envolvidos, podendo chegar à zona rural, onde se concentram famílias de estudantes da rede pública do Município.

    ASSECOM


    Imprimir