Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    05/03/2018

    Governo pode pedir ressarcimento, afirma Reinaldo sobre queda de ponte

    Chefe do Executivo estadual disse que perícia vai apontar causas de desabamento parcial da ponte de concreto, em Jardim

    Governador Reinaldo Azambuja © Arquivo
    O governo de Mato Grosso do Sul vai cobrar da empresa que construiu a ponte de Jardim, caso seja constatado responsabilidade dela. A afirmação é do governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), nesta segunda-feira (dia 5), durante evento da Polícia Militar.

    A medida de responsabilização valerá para qualquer ponte que tenha caído durante as recentes chuvas. Em Jardim - 233 km de Campo Grande -, parte da ponte de concreto sobre o Rio dos Velhos desabou na semana passada, após o grande volume de água nas últimas semanas.

    Conforme o chefe do Executivo estadual, a ideia do governo é fazer uma "perícia geral" em todas pontes danificadas pela chuva. "O governo tem de cobrar da empresa ou do projetista que elaborou o projeto para saber os motivos das pontes novas terem caído".

    Se for constatada responsabilidade das empresas, o Estado vai pedir ressarcimento. Reinaldo lembrou que, quando se faz uma obra, há a garantia de cinco anos, uma forma de seguro, o qual as construtoras cobrem neste prazo.

    Caso - O desabamento parcial deixou o município isolado. A Agesul (Agência Estadual de Empreendimentos) abriu um processo de contratação direta de perícia para investigar os problemas técnicos na fundação de um dos jogos de esteio da ponte. Ela foi inaugurada há apenas quatro anos.

    Na sexta-feira (dia 2), o prefeito de Jardim, Guilherme Monteiro, informou que um desvio estava sendo aberto na região da Água Amarela e deve liberar em uma semana o escoamento de soja e boi gordo.

    Fonte: campograndenews
    Por: Mayara Bueno e Leonardo Rocha


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS