Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    20/12/2017

    Reconhecimento: Simone Tebet entre os mais influentes do Legislativo

    Em 2017, Senadora foi destaque no “Cabeças do Congresso Nacional” e no Prêmio Congresso em Foco

    © Divulgação
    Em 2017, a senadora Simone Tebet foi classificada entre parlamentares mais influentes do Congresso Nacional. Ela entrou na lista dos "Cabeças do Congresso" 2017, na categoria "formuladora". Elaborada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar – DIAP, a seleção é um reconhecimento aos parlamentares que se diferenciam dos demais pelo protagonismo no processo legislativo, pela capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações de ideias, liderando a repercussão e tomada de decisão.

    A publicação do Diap descreve Simone Tebet como uma parlamentar com excelente formação jurídica e a classificou entre os mais produtivos e de maior qualidade intelectual. “O debate, a dinâmica e a agenda do Congresso são fornecidos basicamente pelos formuladores, que dão forma às ideias e interesses que circulam no Congresso. A produção legislativa, com raras exceções, é fruto do trabalho desses parlamentares. Enfim, são eles que concebem e escrevem o que o Poder Legislativo debate e delibera”, explica a publicação do Diap.

    Prêmio Congresso em Foco

    Simone Tebet também foi uma das vencedoras do Prêmio Congresso em Foco, nas categorias “Melhores senadores do ano” e “Senadores mais bem avaliados”. A premiação é considerada o “Oscar da Política”.

    Criado há 10 anos, o prêmio seleciona parlamentares que mais se destacam e visa quebrar o preconceito contra a política. Os que respondem a inquéritos e ações criminais no STF não podem concorrer.

    Simone ficou entre os três “Senadores mais bem avaliados”, de acordo com os jornalistas que cobrem o Congresso Nacional. Participaram da seleção 73 profissionais de imprensa, dentre 45 veículos de comunicação.

    Ela também ficou entre os cinco senadores escolhidos pelo júri especializado na categoria “Melhores senadores do ano”.

    Entre os critérios de seleção estavam a assiduidade, a participação em debates, apresentação de projetos, capacidade de articulação política, compromisso com: combate à corrupção, desperdício de recursos públicos, defesa da democracia e do desenvolvimento sustentável.

    Atuação

    Simone é membro titular das Comissões de Constituição e Justiça e da Comissão de Assuntos Econômicos. Também é vice-presidente da CPI dos Maus-Tratos. Ao todo, ela integra 10 colegiados, além das comissões temporárias criadas para analisar Medidas Provisórias. A senadora sul-mato-grossense ainda é vice-líder do PMDB no Senado. Simone ainda foi vice-presidente da Comissão Especial para analisar o Pacto Federativo e, no primeiro biênio do seu mandato, presidente da Comissão Permanente Mista de Combate à violência contra a mulher.

    Em 2017, assumiu a atribuição de relatar 36 proposições sobre segurança pública na CCJ. Foram aprovadas propostas como a redução de 35 para 8 o total de dias de saída temporária de presos em regime semiaberto (saidão); a que facilita a doação de armas apreendidas; e a que torna obrigatória a publicação da taxa de elucidação de crimes de forma padronizada; e a PEC que veda o contingenciamento de verbas para o Fundo Nacional de Segurança Pública.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir