Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    16/11/2018

    Um dia após execução de empresário, Ônix é incendiado e abandonado

    Carcaça de veículo foi encontrada na tarde desta sexta-feira (16) escondida em estrada vicinal que liga a MS-040

    Perícia e policiais civis colhendo informações de carro encontrado queimado ©Geisy Garnes 
    A Polícia Civil encontrou um carro queimado na tarde desta sexta-feira (16) escondido perto de uma mata, em estrada vicinal que dá acesso a MS-040 na Capital. A principal suspeita do delegado Rodrigo Campaum é que seja o Onix usado na execução do empresário Cláudio da Silva Simeão, 48 anos.

    Segundo o delegado, moradores informaram a polícia sobre um carro pegando fogo, próximo a entrada de uma estância. Porém, quando policiais chegaram no local o fogo já havia destruído completamente o veículo.

    A perícia foi chamada e no local colheu informações que podem ajudar na investigação. “Trabalhamos com a hipótese que seja o Onix usado na execução do empresário. Mas, vamos aguardar os laudos periciais”, informa o delegado.

    Assassinato e imagens 

    O empresário foi executado a tiros de pistola 9 milímetros, por volta de 1h desta quinta-feira (15), quando chegava em casa, na Rua Patagônia com Antônio Vieira, no Jardim Bela Vista, em Campo Grande.

    O filho dele, Gabriel Yuri de Moura Simeão, 22 anos, também foi baleado. Cláudio era empresário do ramo de mineração em Corumbá.

    Imagens de câmeras de segurança filmaram o momento em que o atirador desce de um Chevrolet Onix de cor escura e dispara pelo menos 13 tiros contra a caminhonete Toyota Hilux ocupada pelas vítimas.

    Gabriel teve o pulmão lesionado ao ser baleado no tórax durante a execução do pai e segue em estado grave no CTI (Centro de Tratamento e Terapia Intensiva), da Santa Casa.
    Carro foi completamente destruído pelas chamas ©Geisy Garnes 

    Fonte: campograndenews
    Por: Guilherme Henri e Geisy Garnes


    Imprimir