Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    09/05/2018

    Giroto, Amorim, Flávio e Beto estão em cela comum e só recebem visitas no domingo

    As quatro mulheres presas cumprem pena em casa, algumas em endereços de luxo

    ©Divulgação
    Dos oito investigados presos preventivamente nesta terça-feira (8), os quatro homens estão em uma unidade prisional, em uma cela comum, e as quatro mulheres estão em prisão domiciliar, algumas em endereços de luxo na Capital.

    De acordo com a Agepen (Agência de Administração do Sistema Penitenciário), o ex-deputado federal e ex-secretário de obras, Edson Giroto; seu cunhado, Flávio Henrique Garcia Schrocchio, o ex-fiscal da Agesul, Wilson Roberto Mariano, e o empreiteiro João Amorim estão no Centro de Triagem, na Capital.

    Os quatro estão na cela 17, ‘destinada a presos com nível superior, ex-policiais ou pessoas que necessitam de uma separação da massa carcerária por conta dos riscos’.

    Os investigados por crimes como corrupção, peculato, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro chegaram na unidade prisional por volta das 18h desta terça-feira (9). Não houve registro de problemas de saúde com nenhum dos ‘custodiados’.

    Todos terão que esperar até o próximo domingo para visita, obedecendo a mesma rotina já cumprida por todos os demais presos na unidade.

    Fonte: Midiamax
    por: Ludyney Moura
    Imprimir