Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    03/04/2018

    Reinaldo revela que pediu a três secretários para não disputarem eleição

    Miglioli vai disputar o Senado

    © Divulgação
    Após anunciar que o secretário estadual de infraestrutura, Marcelo Miglioli, será o pré-candidato do PSDB ao Senado Federal, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), revelou que pediu a membros de seu 1º escalão para não disputar a eleição em outubro.

    O governador afirmou que pediu aos secretários, que chamou de ‘pretenso candidatos’, Eduardo Riedel (PSDB), de Governo, Carlos Alberto Assis (PSDB), de Administração, e Jaime Verruck, de Desenvolvimento, que permanecessem no cargo até o fim do mandato.

    “Nossa prioridade maior é o governo. Precisamos de algumas pessoas que estão fazendo bom trabalho, que continuem trabalhando pelo governo, pelo Estado e pelas pessoas”, disse o tucano.

    Azambuja destacou que os três citados ficaram de dar uma resposta até a próxima sexta-feira (6), mas que existe uma grande possibilidade de continuarem à frente das secretarias que dirigem desde o começo de 2015.

    Logo após participar da cerimônia de filiação do deputado estadual Paulo Corrêa, que trocou o PR pelo PSDB, o governador classificou como ‘normal’ a movimentação de políticos às vésperas da eleição, segundo ele fruto do ‘absurdo’ número de siglas partidárias no país.

    Mesmo com anúncio da saída de Miglioli da pasta, Reinaldo disse que a candidatura do secretário ainda não está definida. “Ele vai se licenciar dia 6 (de abril), como outros podem fazer e vai pleitear junto com um grupo a construção de uma candidatura majoritária”, finalizou Reinaldo Azambuja.

    Fonte: Midiamax
    Por: Ludyney Moura e Mariane Chianezi
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS