Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    23/03/2018

    Em semana de trabalho intenso, João Grandão visita cinco municípios de MS

    © Divulgação
    Durante essa semana, o mandato popular e participativo do deputado João Grandão apresentou uma série de atividades na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, participou de encontros na Capital e percorreu cinco municípios do interior do Estado. 

    O deputado João Grandão tem cumprido uma série de agendas pelas cidades sul-mato-grossenses. Apenas nesta semana, foram visitados cinco municípios. No domingo, o parlamentar esteve na aldeia Argola, em Miranda, para debater melhorias para a comunidade.

    Em Água Clara, na quarta-feira (21), o deputado se reuniu trabalhadores rurais para discutir as possibilidades do crédito fundiário; programa que oferece condições para que os trabalhadores rurais sem terra ou com pouca terra possam comprar um imóvel rural por meio de um financiamento. 

    João Grandão também participou de reunião com a Guarda Mirim da Banda Marcial Cristo Reis, que neste ano vai receber novos instrumentos musicais e uniformes, graças ao investimento do mandato. 

    Na quinta-feira, já em Dourados, o parlamentar participou da Audiência Pública “O que é ser mulher em Mato Grosso do Sul? A violência contra a saúde e a cultura do estupro". De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, Mato Grosso do Sul é um dos estados com maiores índices de tentativas de estupro e violência doméstica contra a mulher. 

    Para encerrar a semana, João Grandão cumpre agenda na região sul, ao lado dos deputados federais Zeca do PT e Vander Loubet, deputado estadual Cabo Almi e Humberto Amaducci, pré-candidato ao governo, para a entrega de emendas parlamentares e celebração de novos convênios.

    Na ALMS

    Entre os destaques das atividades parlamentares, está a defesa do deputado João Grandão na luta contra a discriminação durante sessão Legislativa deste 21 de março, data em que é celebrado o Dia Internacional contra a Discriminação Racial.

    O parlamentar lembrou obstáculos enfrentados por negros e negras na sociedade, e reforçou seu combate atodo o tipo de distinção e exclusão. “Não há serviço de branco. Preto correndo é ladrão. Criança negra que não tem par na festa junina ou vê a figura na apostila do negro somente em trabalho braçal”, lamentou o deputado.


    Fonte: ASSECOM
    Por: Anny Malagolini


    Imprimir