Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    11/12/2017

    LÍNGUA PORTUGUESA| Professor Fernando Marques


    Dicas de português ­- 14

    Erronias gramaticais e formas corretas. Exemplos:

    Clichês desgastados, vulgares ou desarmoniosos em relação ao nosso tempo; frases-feitas que desvalorizam o diálogo, a palestra, a mensagem, a redação ou o discurso. 

    * esforço sobre-humano; 

    * esposa dedicada; 

    * esposa fervorosa; 

    * esposa fiel; 

    * está podendo; 

    * estar com tudo; 

    * é uma pessoa acima de qualquer suspeita; 

    * faço o que posso; 

    * fazer as pazes com a liberdade; 

    * fazer as pazes com a sorte; 

    * fazer as pazes com a vida; 

    * fazer as pazes com a vitória; 

    * fazer as pazes com deus; 

    * fazer c... doce (mostrar-se importante; menosprezar; desconsiderar); 

    * fazer das tripas coração; 

    * fazer um gancho; 

    * fazer uma colocação (fazer uma observação; ponderar; questionar); 

    * fazer vista grossa (desconsiderar; fingir não ver); 

    * fé que remove montanha; 

    * fechar com chave-de-ouro (encerrar com pompa; encerrar brilhantemente; encerrar solenemente; encerrar faustosamente); 

    * fechar o cerco; 

    * ferros retorcidos; 

    * fez o que pôde (fez o possível); 

    * ficar à deriva (ficar sem rumo); 

    * ficar no mato sem cachorro (ficar em dificuldade; ficar sem apoio). 

    * fortuna incalculável 

    * homem de mãos limpas (homem honrado; pessoa idônea; pessoa confiável); 

    * hora “h”; 

    * hora da verdade; 

    * impiedosa goleada; 

    * incêndio pavoroso; 

    * ir num pé e voltar noutro (voltar imediatamente; retornar rapidamente); 

    * ironia do destino; 

    * jogar farinha m... no ventilador (estragar; delatar; opor-se; atrapalhar; denunciar; demandar; sancionar; por obstáculo; impedir); 

    * laços indissolúveis; 

    * lamentável equívoco; 

    * lance duvidoso; 

    * lauto banquete; 

    * lavar a égua; 

    * lavar o burro; 

    * maldosa intriga; 

    * manobra audaciosa; 

    * mãos sujas de sangue; 

    * matar as lombrigas (saciar-se; experimentar; provar; degustar; comer; beber); 

    * mera coincidência; 

    * meter os pés pelas mãos; 

    * meu peixe (meu amigo; companheiro; colaborador; patrocinador); 

    * minha boca é um túmulo (guardo segredo; sou discreto; sou ponderado); 

    * mistérios insondáveis da vida humana; 

    * misto de alegria e tristeza; 

    * morrer como um passarinho (morrer tranquilamente; morrer em paz; morrer naturalmente); 

    * na marca do pênalti (em observação); 

    * na outra ponta da corda; 

    * na ponta da língua; 

    * na ponta do lápis; 

    * não é para o seu bico; 

    * não tenho palavras; 

    * ninguém merece; 

    * no calor da discórdia; 

    * no calor da disputa; 

    * no fechar das cortinas; 

    * no frigir dos ovos; 

    * que você manda? 

    * sonho virou pesadelo; 

    * tempo é o senhor da verdade; 

    * olhar frio e severo; 

    * pacato cidadão 

    * paciência de enfermo; 

    * paciência de Jó; 

    * pálido de espanto; 

    * parcos conhecimentos; 

    * pelo andar da carruagem; 

    * perseguição política;

    Continuação na próxima semana!


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS