Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    20/12/2017

    Barbosinha reúne servidores da Sejusp e anuncia volta imediata à Assembleia

    Secretário deixou pasta após 20 meses

    © Divulgação
    O titular da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), José Carlos Barbosa, o Barbosinha (PSB), reuniu a cúpula das policias estaduais e servidores da pasta no começo da manhã desta quarta-feira (20) para uma rápida de cerimônia de despedida.

    “Toda despedida traz um pouco de saudade e de melancolia”, frisou o secretário, que afirmou que passará a intensificar imediatamente seu mandato na Assembleia Legislativa. A transmissão oficial do cargo de secretário ao delegado de polícia Antônio Carlos Videira acontecerá às 15h de hoje.

    Durante sua fala, Barbosinha revelou que se permanecesse à frente da pasta seria eleito no próximo mês de fevereiro de 2018 presidente do Consesp (Conselho Nacional de Secretários de Segurança Pública), onde atualmente é o vice-presidente.

    Após um ano e oito meses à frente da Sejusp, o político destacou algumas ações da pasta sob seu comando, como a realização do programa ‘MS Mais Seguro’, segundo ele o maior em número de investimentos da história do Estado, com entrega de 700 viaturas aos 79 municípios do Estado, aquisição de 755 armas, 900 mil munições e quase 9 mil equipamentos de proteção pessoal.

    Ele também citou ‘ampliações de presídios, construções e reformas de delegacias, Uneis, o sistema de comunicação digital de fronteira, além da realização de diversos programas destacando-se o “Mãos que Constroem” e o “Escola Segura, Família Forte”.

    “Todos esses avanços fizeram com que Mato Grosso do Sul, mesmo localizado em uma complexa região de fronteira, passasse a ser destaque nacional, sendo considerado o 5º Estado mais seguro do país, proporcionalmente o que mais prende, o que mais elucida homicídios, com o maior índice de presos trabalhando e o recordista absoluto em apreensão de drogas”, disse Barbosinha.

    Fonte: Midiamax
    Por: Ludyney Moura


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS