Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    03/11/2018

    Cabeleireira já teria esfaqueado cunhado antes de matar vendedor em briga de trânsito

    Teria esfaqueado o cunhado com 12 golpes

    ©REPRODUÇÃO
    A cabeleireira Joice Espíndola da Silva, de 35 anos, acusada de matar a facadas o vendedor Camilo de Freitas, no trânsito da cidade de Três Lagoas, também já teria esfaqueado o cunhado.

    Em agosto de 2018, o ministro Felix Fishcher do Supremo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul negou o pedido de liberdade de Joice. Segundo informações do site Rádio Caçula, que teve acesso à decisão, foi levado em consideração o antecedente criminal da cabeleireira que foi enquadrada na categoria de alta periculosidade.

    A tentativa de homicídio contra o cunhado teria ocorrido enquanto a família preparava o jantar.

    Nos autos do processo o ministro ainda pontua que existem provas da existência do crime e indícios suficientes da autoria e a prisão preventiva foi decretada para a garantia da ordem pública.


    Fonte: Midiamax
    Por: Fernanda Müller 


    Imprimir