Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    18/09/2018

    MPMS deflagra Operação Narco 060 na capital e interior do Estado

    Mandados de prisão e busca e apreensão

    ©Divulgação
    Ministério Público de Mato Grosso do Sul, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado - GAECO, com apoio do Batalhão de Operações Policiais Especiais – BOPE; Agência Central de Inteligência /DINTEL; Batalhão de CHOQUE e Força Tática da Polícia Militar; além das Corregedorias das Polícias Militar e Civil e o GAECO/GO, cumpre mandados de prisão e busca e apreensão em deflagração da “Operação Narco 060”.

    A Operação deflagrada, na desta manhã terça-feira (18/9), busca investigar: organização criminosa, tráfico de drogas, associação ao tráfico e corrupção ativa, além de cumprir 25 mandados de prisão preventiva e 26 mandados de busca e apreensão nos Municípios de Campo Grande, Jardim, Bela Vista e Goiânia/GO.
    ©Divulgação
    A investigação possibilitou a identificação de dois núcleos criminosos distintos: um estabelecido em Bela Vista e outro em Jardim. Ambos contavam com o auxílio de três Policiais Militares e um Investigador da Polícia Civil, cuja participação era indispensável para o êxito das atividades criminosas.

    Os três policiais militares já se encontravam presos em razão da “Operação Oiketicus”, deflagrada no mês de junho, e hoje foram alvo do cumprimento de novo mandado de prisão preventiva. O policial civil foi preso no Município de Jardim.

    Durante o período de investigação, iniciada há cerca de um ano, foi realizada a apreensão de 6.613,50 kg de maconha, 60 g haxixe e 400 g de pasta base de cocaína, além de veículos e armas de fogo, pertencentes aos grupos criminosos.

    Participam da operação, 5 Promotores de Justiça e 100 Policiais Militares.

    Operação Narco 060

    O nome da operação faz referência à Rodovia BR 060, amplamente utilizada para escoamento do entorpecente. A rodovia se inicia em Brasília/DF e termina no Município de Bela Vista/MS, cortando o Estado de Goiás, principal destino das drogas transportadas pelos grupos criminosos investigados e onde também ocorreram parte das diligências no dia de hoje.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Waléria Leite


    Imprimir