Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    28/09/2018

    56% dos professores usam celular para desenvolver atividades escolares com alunos

    Percentual cresceu tanto em escolas públicas quanto privadas 

    ©Divulgação
    O uso de celular em sala de aula para atividades pedagógicas cresce a cada ano. De acordo com a Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Escolas Brasileiras (TIC Educação 2017), o percentual de professores que utilizam o dispositivo era de 39% em 2015 e subiu para 56% em 2017. 

    Nas escolas públicas, esse percentual foi de 36% para 53%. Já nas escolas particulares, o índice cresceu de 46% para 69%. Entre os alunos, também houve crescimento. Quando a pergunta foi feita pela primeira vez, em 2016, 52% já tinham usado o celular para atividades escolares a pedido dos professores. No ano passado, esse número subiu para 54%. O percentual de alunos de escolas particulares se manteve em 60%, enquanto nas escolas públicas o percentual aumentou de 51% para 53%. 

    A falta de infraestrutura faz com que muitos alunos só usem a internet quando estão na escola, com os dispositivos móveis. De acordo com a pesquisa, 18% dos alunos usuários de internet utilizam apenas o celular para acessar a rede nas escolas urbanas. Nas escolas particulares, esse número é apenas de 2%, enquanto nas instituições públicas esse percentual chega a 22%. 

    Não são só os alunos que usam o celular para as atividades pedagógicas. Segundo o levantamento, 48% dos professores deram aulas expositivas com o auxílio de tecnologias, e 48% solicitaram a realização de trabalhos por esses meios. Outros 40% solicitaram exercícios, e 40% trabalhos em grupos pela internet. 

    Na zona rural, a situação é mais precária. Apenas 36% disseram ter acesso à internet, e 48% disseram que não há infraestrutura para acesso na região. Em se tratando especificamente do celular, 48% das escolas usam celulares em atividades administrativas, sendo que 42% desses aparelhos são pessoais. 

    Aparelhos como o celular e o tablet infantil podem ser utilizados de várias formas em sala de aula. Desde um sistema de avisos e lembretes automatizados via SMS até aplicativos interativos para aprendizado de novas matérias e troca de informações, bem como pesquisas sobre assuntos específicos dados em alguma disciplina. 

    A pesquisa foi feita pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) por meio do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).


    Imprimir