Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    08/08/2018

    Quem aderiu ao PERT já pode enviar informações à Receita

    O prazo para comunicar os débitos, número de prestações e o montante dos créditos decorrentes de prejuízo fiscal e base negativa da CSLL vai até 31 de agosto

    Divulgação
    Os contribuintes que aderiram ao Programa Especial de Regularização Tributária (PERT) tem até o dia 31 de agosto para informar, à Receita Federal, os débitos que desejam incluir no programa, o número de prestações pretendidas e o montante dos créditos decorrentes de prejuízo fiscal e base negativa da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

    “É importante reforçar que o envio das informações para fins de consolidação de débitos previdenciários deve ser feito em dias úteis e a orientação é não deixar para última hora”, enfatiza Daniela Faustino, coordenadora da área Tributária da Andrade Silva Advogados.

    Ela explica que o PERT permitiu o pagamento ou parcelamento de débitos, vencidos até 30/04/2017, com descontos em multas, juros e encargos legais. O procedimento para consolidação foi estabelecido pela Instrução Normativa (IN) nº 1.822, publicada em 2 de agosto de 2018.

    O prazo definido pela IN 1.822/2018 aplica-se aos débitos previdenciários relativos às contribuições sociais previstas nas alíneas “a”, “b” e “c” do parágrafo único do art. 11 da Lei nº 8.212/1991, às contribuições instituídas a título de substituição e às contribuições devidas a terceiros.

    “Não estão abrangidos pela aludida Instrução Normativa os débitos previdenciários que forem recolhidos por Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) e os demais débitos administrados pela Receita Federal”, reforça Daniela.

    ASSECOM


    Imprimir