Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    15/08/2018

    ELEIÇÕES 2018| Pedro Chaves desiste de concorrer à reeleição para o Senado

    Anúncio na véspera do início da campanha pegou até suplente de surpresa

    Divulgação/Arquivo
    O senador Pedro Chaves (PRB) anunciou, nesta quarta-feira (15), que desistiu de disputar a reeleição ao Senado. Em nota, o parlamentar diz que analisou o cenário político nacional e regional e resolveu tomar essa decisão, mesmo com o pedido de registro de candidatura já solicitado ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral).

    Rumores sobre uma desistência já eram especulados nos bastidores, mas negados pela assessoria e correligionários próximos a Pedro Chaves. O senador iria disputar a reeleição na coligação com o Podemos e o PDT, do candidato ao Governo do Estado Odilon de Oliveira.

    A divulgação do recuo na tentativa de reeleição pegou até os colegas de partido de surpresa. Primeiro suplente de Chaves, o vereador de Campo Grande Gilmar da Cruz (PRB) afirmou ao Jornal Midiamax que não estava sabendo desta decisão.

    “Eu fiquei sabendo agora por vocês da imprensa que ele decidiu tomar essa decisão. Comigo não [conversou]. Se ele confirmou foi ao partido, a mim não”, relatou Gilmar ao telefone. “Estava até conversando com algumas pessoas sobre a importância da candidatura dele”.

    Em sua nota, Pedro Chaves diz que chegou a essa conclusão após conversar com a família e assessores e destaca que, mesmo não concorrendo a um cargo eletivo, estará empenhado na defesa da democracia e na construção de um Estado melhor.

    Confira abaixo a íntegra da carta de Pedro Chaves, endereçada a Wilton Acosta:

    "Caro Wilton,


    Bom Dia.
    Como é do conhecimento do caro Presidente, quando o PRB foi convidado.para fazer coligação com o PDT

    A condição “sine-qua-non” era ter uma candidato único para o Senado Federal. Infelizmente o PDT fez uma aliança espúria e silenciosa com o “Podemos”, lançando, sem meu conhecimento mais um candidato ao Senado, inviabilizando assim minha candidatura.

    Dei 12 dias. para o PDT resolver esta situação e cumprir a palavra empenhada.
    Lamentavelmente até esta data todas as tentativas foram
    em vão.


    Não querendo atrapalhar os destinos da coligação “saio de cena” renunciando, em caráter irrevogável e irretratável a minha candidatura.


    Hoje eu formalizo minha saída.
    Quero agradecer ao prezado amigo pelo carinho e amizade que sempre fui tratado pela Presidência do PRB Estadual.


    Um abraço,
    Sen Pedro Chaves"

    Fonte: campograndenews
    Por: Richelieu Pereira 


    Imprimir