Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    27/08/2018

    BATAGUASSU| Em reunião, Caravina inicia tratativas com Sejusp para instalação de URPI no município

    ©Micael Nunes
    A proposta de fazer de Bataguassu um polo regional nas áreas de saúde, educação e segurança pública vem se concretizando nos últimos seis anos durante a atual administração tucana.

    Na última quarta-feira, dia 22 de agosto, o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB) se reuniu com representantes da Coordenadoria Geral de Perícias, órgão da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Publica (Sejusp) de Mato Grosso do Sul para tratar a respeito da implantação da Unidade Regional de Perícia e Identificação (URPI) no município.

    No encontro realizado no gabinete municipal, que contou com a presença do coordenador geral adjunto da Sejusp, José de Anchieta Souza Silva, do diretor da Sejusp, Nelson Firmino Júnior e do coordenador de Divisão do Daur/CGP, Rogério Pereira de Oliveira, foi discutido a respeito do local a ser definido para a construção do sede própria do referido órgão.
    ©Micael Nunes
    Segundo Caravina, o município pretende executar a obra com recursos próprios, levando em consideração o projeto de engenharia definido pelo Governo do Estado.

    A intenção é com a Delegacia Regional de Polícia Civil abrigar a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), 1º Distrito Policial, Instituto de Identificação, Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol), URPI e Companhia Independente da Polícia Militar, em uma área localizada no bairro Jardim São Francisco. 

    “Iniciando essas tratativas queremos em breve passar a construção da sede própria desses órgãos que beneficiarão a população com o oferecimento de diversos serviços, entre eles, a agilidade na emissão de carteiras de identidade e garantir mais segurança a população de Bataguassu”, enfatizou o prefeito, que é o atual presidente da Assomasul.

    No ano passado, o Governo do Estado em parceria com a Prefeitura promoveram a instalação de uma unidade do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Imol), fruto de um termo de cooperação firmado entre Estado e município.

    Com a iniciativa, exames necroscópicos, de lesão corporal e sexual passaram a ser realizados no município, por médicos locais cedidos pela prefeitura, que ofereceu ainda a estrutura física para abrigar o Imol, além de materiais de trabalho, insumos e o pagamento dos profissionais que realizam os serviços. “Tivemos esse grande avanço concretizado em parceria com o Governo do Estado a quem prontamente agradecemos mais uma vez o apoio dado ao nosso município. No que se refere ao Imol em Bataguassu, o órgão trouxe agilidade para a liberação dos corpos, dando mais dignidade às famílias”.

    ASSECOM


    Imprimir