Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    04/07/2018

    Segurança é prioridade no plano de governo de André Puccinelli

    ©Divulgação
    “Não pode haver desenvolvimento sem a garantia da segurança para o cidadão e para as famílias”, afirmou André Puccinelli ao revelar que nos contatos que tem mantido ao longo da pré-campanha, a segurança pública tem se mostrado uma preocupação crescente da população sul-mato-grossense.

    Por isso, segundo André, segurança pública será prioridade no plano de governo. “Vamos retomar investimentos em equipamento e recursos humanos para que a população volte a se sentir segura. O combate ao crime tem que ser feito com firmeza e determinação”, conta o pré-candidato do MDB ao governo.

    Lançado em maio deste ano, o Programa MS Maior e Melhor tem percorrido todos os municípios de Mato Grosso do Sul com um sistema de consultas à população para elaboração do plano de governo. Vereadores, prefeitos, organizações e representantes da sociedade civil como um todo participam com sugestões em encontros temáticos para expor suas ideias.

    O ex-governador lembrou que, mesmo enfrentando duas crises internacionais, garantiu a contratação de 4.864 novos policiais e agentes, 1936 novas viaturas, alcançando índices históricos de resolução de crimes, redução da criminalidade e apreensões nas fronteiras.

    Resultados 

    No governo de André, Mato Grosso do Sul foi o primeiro estado a receber a Certificação de Cumprimento da Meta 2 da Estrategia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp). O índice de 36,33% de elucidação de crimes na gestão de Puccinelli foi bem superior à média nacional, de 19%.

    Para vigiar as fronteiras, combatendo o tráfico de drogas e outros crimes, no governo de André Puccinelli, R$ 40 milhões foram investidos na Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (Enafron). Foram adquiridos mais 101 veículos, realizado concurso para contratação de 1.261 agentes de segurança nos 44 municípios de fronteira, colocando Mato Grosso do Sul entre os estados mais seguros do País.

    De acordo com o Mapa da Violência de 2014, durante a gestão de André, o Estado saiu da décima posição nacional em numero de homicídios para 23, além da redução no numero de homicídios dolosos e latrocínios.

    Durante o governo de André, mais de R$ 90,7 milhões foram investidos na construção, ampliação de unidades prisionais, aumentando em 120% o número de vagas, passando de 4.216 em 2006 para 9.293 em 2014.

    “É preciso voltar ao tempo em que o crime era combatido com firmeza e a segurança pública apresentava resultados concretos”, finalizou André Puccinelli.

    ASSECOM


    Imprimir