Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    24/05/2018

    TCE-MS| Reestruturação do Tribunal avança com o Planejamento Estratégico e Gestão de Riscos

    ©Divulgação
    O programa de reestruturação organizacional do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul cumpriu mais uma etapa na tarde desta quinta-feira (24). A nova plataforma de gestão do planejamento estratégico com a metodologia gestão de riscos foi apresentada aos servidores responsáveis pelo monitoramento e planejamento estratégico em suas áreas afins na Corte de Contas.

    De acordo com o Diretor de Gestão e Modernização, Douglas Avedikian, o Plano de Ação do Planejamento Estratégico (PAPE) conta com 340 ações, sendo que deste total, 43 ações são do plano de ação da reestruturação e estão sendo monitoradas dentro do planejamento estratégico sob a metodologia de gestão de risco. “As 43 ações estão planejadas para serem realizadas dentro do ano de 2018 e monitoraremos o risco de não serem atingidas”, afirmou.

    Com o objetivo de compreender as melhorias para o monitoramento do PAPE, em sua apresentação, Douglas Avedikian, traçou uma linha do tempo do planejamento estratégico desde 2009, demonstrando, também, o mapa estratégico com as metas a serem cumpridas no período de 2016 a 2020. Lembrou, ainda, que Ações são as iniciativas estratégicas concebidas em conjunto com as áreas do TCE-MS para que os objetivos estratégicos da instituição sejam atingidos.

    A reunião seguiu com uma demonstração prática do portal e do sistema, feita pela equipe do planejamento estratégico. Na ocasião, os participantes puderam aprender de uma forma mais didática, como acessar o sistema, relatórios e as telas de monitoramento disponibilizadas no Portal da Modernização. 

    Reestruturação Organizacional - Presidida pelo conselheiro Osmar Jeronymo, a comissão de reestruturação do TCE-MS, tem trabalhado intensamente para cumprir as transformações propostas e aprovadas pela gestão compartilhada da Corte de Contas.

    Esse trabalho está sendo feito sem nenhuma interferência na rotina de trabalho do TCE-MS. O novo modelo é baseado no conceito de tematização das áreas de controle externo, capacitação de servidores para área específica e modernização dos processos de trabalho.

    Com a reestruturação o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul passa a considerar a área de formação profissional de cada servidor, para que todos façam o seu trabalho com maior conhecimento e competência.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Olga Mongenot


    Imprimir