Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    18/05/2018

    Instabilidade faz dólar bater R$ 3,77 e cessa negociações de títulos

    O Tesouro informou que, devido à forte volatilidade nas taxas de juros dos títulos públicos nesta manhã, o Tesouro Direto foi suspenso às 9h50

    ©Pixabay
    Em dia de forte instabilidade no mercado financeiro, o dólar bateu R$ 3,77 e a Bolsa chegou a cair quase 2% nesta sexta-feira (18), acompanhando o cenário externo.

    Às 11h18, o dólar comercial subia 1,08%, para R$ 3,741. O dólar à vista, no mesmo horário, tinha alta de 1,11%, para R$ 3,741.

    A Bolsa brasileira recuava 0,88%, para 82.888 pontos, no horário.

    As turbulências observadas no dólar e na Bolsa também afetaram os títulos públicos.

    O Tesouro informou que, devido à forte volatilidade nas taxas de juros dos títulos públicos nesta manhã, o Tesouro Direto foi suspenso às 9h50. A expectativa é de normalização por volta de 12h.

    Para Alvaro Bandeira, economista-chefe da Modalmais, a percepção de risco maior para emergentes se mantém. "Além disso, [pesam] declarações sempre polêmicas de Donald Trump sobre dificuldades nas negociações comerciais com a União Europeia e também certo desdém com o próximo encontro com a Coreia do Norte", afirmou, em relatório.

    O CDS (credit default swap, espécie de seguro contra calote) também espelha o aumento da percepção de risco-país. O indicador avança 4,73%, a 203,4 pontos, no maior nível desde setembro do ano passado.No mercado de juros futuros, os contratos mais negociados sobem. O DI com vencimento em julho de 2018 avança de 6,407% para 6,420%. O DI para janeiro de 2019 avançou de 6,600% para 6,685%. 

    NAOM-Com informações da Folhapress.


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS