Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    18/05/2018

    Engenheiro que baixava vídeos de estupro de crianças tem prisão preventiva decretada

    Jovem tinha mais de 60 vídeos no computador

    ©Divulgação
    O engenheiro elétrico de 27 anos preso durante a operação Luz da Infância, deflagrada nesta quinta-feira (17) em Campo Grande, teve decretara a prisão preventiva nesta sexta-feira (18) durante a audiência de custódia.

    O jovem tinha mais de 60 vídeos de crianças sendo estupradas no seu computador. A defesa alegou que ele baixava os conteúdos pornográficos via torrent, ou seja, em massa enquanto dormia e acabavam vindo os vídeos com menores.

    Assim que os via, segundo alegou, apagava. Ainda assim, foram encontradas as diversas dezenas de estupro.

    Já para outro preso pela operação, um estudante de 23 anos, foi arbitrada fiança de 4 salários mínimos. Dois policias civis são alvos da operação contra a pedofilia que cumpre 9 mandados no Estado, sendo 5 em Campo Grande, e nas cidades de Dourados, Navirai e Glória de Dourados.

    Em Dourados foi preso um homem identificado como ‘Tony’. Entre os presos de Campo Grande estão um engenheiro de 27 anos, encontrado em sua casa no Coophavila, e outro de 32 anos preso em sua casa no bairro Chácara Cachoeira.
    Primeira fase da operação

    Em 2017 durante a primeira fase da operação deflagrada na Capital, um advogado de 64 anos e um vendedor de carros de 27 anos foram presos. Três mandados foram cumpridos na Capital, mas apenas duas prisões foram feitas. A Operação aconteceu em todo o Brasil com o objetivo apreender computadores e dispositivos que continham o armazenamento de imagens e vídeos contendo crianças.

    Fonte: Midiamax
    Por: Evelin Cáceres e Mariana Rodrigues


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS