Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    16/05/2018

    COSTA RICA| Com participação de 10 comitivas, 4ª edição da Queima do Alho encerra com chave de ouro as comemorações do 38º Aniversário do município

    ©Camila Oliveira
    Com objetivo de resgatar a cultura rural, valorizando as tradições e efetuando intercâmbio entre os moradores de diversas áreas, a 4ª Queima do Alho, antigo hábito dos tropeiros e suas comitivas, marcou o encerramento das comemorações alusivas aos 38 anos de Costa Rica - MS.

    Arroz carreteiro, paçoca de carne seca e feijão tropeiro, esse foi o cardápio, regado à música sertaneja ao vivo, oferecido durante a realização de mais uma edição da Queima do Alho organizada pelo Governo de Costa Rica – MS por meio da Subsecretaria de Administração.

    O tradicional concurso da Queima do Alho, festival gastronômico que elege o melhor prato típico do tropeiro, foi realizado na manhã do último domingo, 13 de maio de 2018, no Clube do Laço 3 Divisas, e contou com a participação de 10 comitivas, entre elas os Devotos de Tião Carreiro de Riolândia – SP, que vieram fazer uma apresentação da cultura do estradão para as outras comitivas e demais visitantes.

    Este ano, a comitiva vencedora do concurso, na categoria regional foi a Quebra Torto, de Costa Rica. E ainda, na mesma modalidade, houve empate no segundo lugar entre as equipes: Comitiva Os Bolivianos e Comitiva Roxão da Terra Roxa. Na categoria local, a vencedora foi a Comitiva Esquenta a Moringa. E o segundo lugar também teve embate a Comitiva Nunes e a Comitiva Sai do Mato Veiaco.
    ©Camila Oliveira
    Para o prefeito Waldeli dos Santos Rosa, a Queima do Alho significa mais que um concurso: é a forma de manter viva a cultura e a tradição do peão brasileiro. “O mais importante é o clima de confraternização entre as comitivas. Eles estão aqui não só pensando em ganhar o concurso, mas sim em reencontrar velhos amigos. O que vale é a amizade, o respeito e a cultura", enfatizou o Chefe do Executivo Municipal que esteve prestigiando e experimentando as comidas, dançando baile e jogando baralho junto com a população.

    “O concurso da Queima do Alho é uma oportunidade de o público mais jovem conhecer a cultura dos peões que ainda cruzam o cerrado para levar a boiada às fazendas. Para os mais velhos, o evento desperta a nostalgia e resgata a vida no campo. Neste ano com a inovação da competição local e regional as equipes se organizaram mais e realizaram um trabalho ainda melhor, o que ocasionou pela primeira vez o empate entre as comitivas”, conta a subsecretária de Administração ao parabenizar todos os participantes.

    Antes do almoço à moda caipira, animado pelo cantor Hugo Salles, os visitantes puderam experimentar algumas delícias oferecidas pelas comitivas. O público presente pode saborear os pratos das comitivas a custo simbólico. Toda a renda arrecadada com os mais de 590 almoços vendidos foi revertida para a APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - e ao Lar dos Idosos.
    ©Camila Oliveira

    ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS