Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    17/04/2018

    Vereador Carlão visita Sesau, conhece Complexo Regulador e cobra melhorias na saúde

    © Divulgação 


    Falando sobre a situação da saúde na Capital e sobre a necessidade da melhoria do atendimento oferecido a população, o vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), 1º secretário da Mesa Diretora da Câmara de Campo Grande, relatou durante a sessão ordinária desta terça-feira (17) que visitou na tarde de segunda, com a vereadora Dharleng Campos, a Secretaria de Saúde (Sesau). Conforme detalhou Carlão, o secretário Marcelo Vilela os recebeu cordialmente e aproveitou para apresentar o Complexo Regulador que gerencia os leitos disponíveis para atender os pacientes que necessitam de transferência dos Postos de Saúde para uma unidade hospitalar.

    “Explicaram-nos que esse sistema elaborado pelo Ministério da Saúde visa facilitar a gestão e organizar o fluxo de encaminhamento. É inegável que vivemos uma fase muito difícil em nossa saúde e que há superlotação. 28% da demanda de pacientes atendidos na emergência são do interior. Infelizmente o problema da superlotação tem acontec0ido em hospitais e postos de saúde da Capital, mas é notório que a gestão está sendo feita, falta ampliar as vagas de leitos e equipamentos para atender a crescente demanda. Além da necessidade de mais ambulâncias devidamente equipadas. A ouvidoria da Sesau está ampliando atendimento até as 22 horas no 3314-9955 / 3314-3071”, relatou Carlão.
    © Divulgação 
    Ele também afirmou a expectativa de que a bancada federal destine emendas para aquisição de ambulâncias. A bancada federal deve destinar emendas para aquisição de mais ambulâncias, para que a demanda seja suprida. “Na questão do Prodes, sugerimos uma parceria das grandes empresas que irão receber incentivos que também ajudem a recuperar as ambulâncias. Sobre a gestão do Marcelo Vilela do que jeito que está não pode ficar. Tem que melhorar a nossa saúde. A população está sofrendo e precisa da eficiência do Poder Público”, disse Carlão.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Janaina Gaspar
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS