Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    11/04/2018

    Projeto do deputado Fábio Trad garante inclusão social e cultural para pessoas com autismo

    © Divulgação
    PL 9972/18, do deputado Fábio Trad, determina sessões adaptadas de cinema e beneficiará meio milhão que sofre com o transtorno no Brasil

    A Organização Mundial de Saúde estima que o transtorno do espectro autista afete uma em cada 160 crianças no mundo, dos graus mais leves aos mais agudos.

    Segundo médicos e demais especialistas, a dificuldade de concentração, a hiperatividade, a hipersensibilidade à luz e ao som estão entre os comportamentos comuns que mais dificultam a integração destas pessoas à sociedade.

    Por isso, ainda na semana em que se celebra o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, o deputado federal Fábio Trad (PSD-MS) apresentou no Congresso uma proposta que deve beneficiar diretamente as cerca de 500 mil pessoas com autismo no Brasil, além de seus familiares. 

    "Estamos propondo que todas as salas de cinema do País reservem um dia por mês com sessões adaptadas às pessoas que sofrem do transtorno do espectro autista e seus familiares, o que consideramos algo bem plausível", disse o parlamentar, que fez questão de destacar o papel decisivo de especialistas na elaboração do projeto.

    De acordo com o texto, nas sessões adaptadas não há publicidades nos filmes, a sala não fica totalmente escura e nem o volume do som tão alto, entre outras especificidades que buscam facilitar a permanência e a boa convivência das pessoas com autismo nesses espaços.

    "De novo: consideramos totalmente factível as salas de cinema reservarem um dia por mês para esse público, que também tem direito e merece viver momentos de lazer e diversão em família", disse Fábio Trad.

    Se aprovada a proposição, os cinemas terão 90 dias, a partir da publicação do Projeto de Lei, para se adaptarem às novas normas.

    Fonte: ASSECOM
    Imprimir