Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    15/03/2018

    TRÊS LAGOAS| SEMEC do município lança Projeto de Nivelamento da Aprendizagem dos Estudantes

    Entre os objetivos do Projeto estão diminuir o índice de evasão e repetência, evitando o aumento da distorção idade/ano na Rede Municipal de Ensino

    © Divulgação
    Com o objetivo de recuperar alunos que estão com dificuldades de acompanhar a turma; oferecer oportunidades de aprendizagem que promovam continuadamente avanços escolares e diminuir o índice de evasão e repetência, evitando o aumento da distorção idade/Ano na Rede Municipal de Ensino, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), de Três Lagoas, desenvolveu o PRONAE (Projeto de Nivelamento da Aprendizagem dos Estudantes).

    Segundo o documento, publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (14), além da recuperação dos alunos que estão atrasados, o Projeto visa ainda oferecer às crianças oportunidades de aprendizagem que promovam continuadamente avanços escolares, cumprindo o princípio básico do respeito à diversidade de características, necessidades e ritmo de aprendizagem de cada aluno.

    A secretária Municipal de Educação e Cultura, Maria Célia Medeiros, explica que o PRONAE, que é uma iniciativa da diretora Educacional e Pedagógica da SEMEC, Angela Maria Brito, será oferecido ao aluno após serem esgotados todos os esforços durante o período regular de aula e ações pedagógicas dos professores acompanhadas pela equipe técnica da unidade escolar de forma consistente em conteúdo e em metodologia.

    “A recuperação paralela poderá ser realizada utilizando vários procedimentos metodológicos, entre eles a monitoria, que acontece quando o professor utiliza como mediador do processo ensino e aprendizagem um aluno. Esse aluno será o responsável por trabalhar o conteúdo que seus pares estão com dificuldade. Após todas essas tentativas entre tantas outras é que o PRONAE poderá ser organizado”, pontuou a secretária.

    COMO FUNCIONARÁ

    O Projeto de Nivelamento da Aprendizagem dos Estudantes terá início após análise das informações de avaliações diagnósticas registradas pelo professor de sala; resultados das avaliações referentes ao primeiro bimestre; proposta de recuperação feita pelo conselho de classe e no final do ano ou na semana pedagógica.

    As aulas do PRONAE só serão autorizadas após resultado da aprendizagem dos alunos conferidas no primeiro bimestre. A partir disso o aluno fará parte das aulas que serão oferecidas no turno contrário ao ensino regular, nos componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática com uma metodologia diferenciada de ensino e de aprendizagem que ofereçam condições para a sua aprendizagem e aprovação.

    NA PRÁTICA

    As aulas serão ministradas por um professor com experiência na alfabetização (1º ao 5º ano) e por um professor com formação nas respectivas disciplinas (6º ao 9º ano). A carga horária das aulas do PRONAE serão distribuídas em dois dias, no mínimo. Os alunos, independente da turma, serão agrupados em no mínimo oito e máximos de 15 alunos por turma.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS