Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    27/03/2018

    Mato Grosso do Sul será contemplado pelo Programa Avançar Cidades Saneamento com R$ 190 milhões para 16 municípios

    Diretor-presidente da Sanesul, Luiz Rocha, e representantes de empresas de outros Estados participaram da cerimônia com a presidência e o Ministério das Cidades 

    © Divulgação Aesbe
    Diretores-presidentes das Empresas de Saneamento dos Estados de Mato Grosso do Sul (Luiz Rocha), do Paraná (Mounir Chacowiche) e do Rio Grande do Sul (Flávio Presser) foram recebidos na manhã de hoje pelo presidente da República Michel Temer e pelo ministro das Cidades, Alexandre Baldy, no Palácio do Planalto. Os representantes das companhias participaram da cerimônia da segunda fase de recebimento de propostas do Programa Avançar Cidades Saneamento, previsto para abril deste ano, e assinaram o credenciamento dos projetos aprovados.

    No discurso, o presidente Michel Temer brincou com Baldy e pediu que as propostas comecem a valer a partir do dia 2 de abril. "Vamos mudar a data. Não vamos botar dia 1º de abril, vamos botar dia 2, se não as pessoas não vão acreditar", afirmou. 

    O ministro disse que a pasta está abrindo a possibilidade de que novos projetos de abastecimento de água ou esgotamento sanitário sejam contratados, com recursos da ordem de R$ 3,5 bilhões no primeiro semestre deste ano.

    A primeira fase, com 86 projetos, foi anunciada com R$ 695 milhões para abastecimento de água potável e R$ 1,25 bilhão direcionados a obras de tratamento e coleta de esgotos. Os recursos serão destinados para Mato Grosso do Sul, Ceará, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O ministro Baldy afirmou que a prioridade do governo federal são as cidades menores. "Os recursos serão emprestados a companhias de águas e esgoto estaduais e municipais", afirmou.
    © Joaquim Souza / Divulgação Aesbe
    O ministro disse ainda esperar que as companhias estaduais e municipais consigam celebrar contratos com a Caixa "em prazo de dias". Os recursos do FGTS serão liberados pela Caixa como financiamento em condições benéficas, com prazos mais longos, segundo Baldy. Em nome das associadas, o presidente da Sabesp, Jerson Kelman, agradeceu o empenho do governo federal.

    Em Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado – por meio de contratos e serviços da Sanesul – 16 municípios do estado tiveram projetos de saneamento pré-aprovados ao financiamento das obras pela Caixa Econômica Federal e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social). Elas vão dividir R$ 190 milhões para ampliar o sistema de esgoto.

    Amambai, Antônio João, Aquidauana, Batayporã, Chapadão do Sul, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Maracaju, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Paranhos, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Sidrolândia e Terenos serão contempladas nessa primeira fase do Programa Avançar Cidades - Saneamento. Lista foi publicada, nesta terça-feira (27), no Diário Oficial da União. 

    Os detalhes dos contratos e das localidades, segundo o diretor da Sanesul, ainda estão sendo finalizados e, em breve, deverão ser divulgados pelo governador Reinaldo Azambuja e pelo secretário de Estado de Obras Marcelo Miglioli. “O governador Reinaldo Azambuja está cumprindo o seu grande desafio lançado de oferecer mais saneamento à população e levar Mato Grosso do Sul aos níveis dos países de primeiro mundo, com a universalização dos sistemas de coleta e tratamento de esgoto em todos os municípios”, comentou o diretor-presidente da Sanesul.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS