Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    23/03/2018

    Educação a Distância do TCE-MS oferece ciclo de palestras sobre violência contra mulher

    © Divulgação
    A Corte de Contas de Mato Grosso do Sul inova mais uma vez e, numa ação inédita entre os Tribunais do País, lança por meio da plataforma de Educação a Distância-EAD, um ciclo de palestras sobre a violência contra a mulher. A iniciativa fecha com “chave de ouro” a programação do mês de celebração do Dia da Mulher, data comemorada desde 2012 pela Corte de Contas do Estado. 

    Essa é a primeira ação resultante do convênio firmado, no início do mês de março, entre o Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, por meio da Escola Superior de Controle Externo (Escoex), e o Tribunal de Justiça do Estado com o objetivo de promover ações de educação através do intercâmbio acadêmico, científico, técnico e cultural visando o aperfeiçoamento dos servidores e o desenvolvimento institucional. 

    O lançamento do ciclo de palestra “Tecendo o Empoderamento Feminino”, foi no dia 21 de março na Corte de Contas com as presenças do presidente, conselheiro Waldir Neves, do corregedor conselheiro Iran Coelho das Neves, do ouvidor conselheiro Osmar Jeronymo, dos conselheiros Marcio Monteiro, Jerson Domingos e Flávio Kayatt, do coordenador da Escoex Ben Hur Ferreira, que representou o vice-presidente e diretor da Escola Superior de Controle Externo do TCE-MS, conselheiro Ronaldo Chadid, e das palestrantes juíza Jaqueline Machado e Carla Stephanini, sub-secretária de políticas para a mulher. 

    O presidente do TCE-MS, conselheiro Waldir Neves, abriu a solenidade lembrando a participação das mulheres na atual gestão compartilhada do Tribunal, onde elas ocupam cargos de extrema importância. “Procuramos criar um ambiente onde há respeito e dignidade. Por que alguém acha que pode ser mais importante? Somos iguais; temos que respeitar gênero, cor, religião. Não é só pelo aspecto legal, é pela humanização. O propósito desse evento é mostrar esse caminho”, enfatizou o presidente. 

    As duas palestras desse primeiro ciclo são da juíza Jaqueline Machado com os temas “A violência contra a mulher: um fenômeno social” e “Desafios para o enfrentamento da violência contra a mulher”. Jaqueline Machado é graduada em Direito pela Universidade de Passo Fundo, com especialização em direito público. Atualmente é juíza coordenadora da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar da 3º vara do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. 

    A juíza surpreendeu a todos com um dado alarmante: Mato Grosso do Sul é o primeiro colocado no ranking nacional em casos de feminicídios e estupros. Por isso ela considerou relevante o convênio: “esse é um dia muito importante, é a possibilidade de expor para as pessoas a diferença e desigualdade de gênero que existem e quais os caminhos ainda temos que trilhar para diminuir a diferença e, consequentemente, a violência contra a mulher”. 

    A terceira palestra, “Não é não! Depois do não, tudo é assédio”, disponibilizada nesse primeiro ciclo, é proferida pela advogada Carla Stephanini, pós-graduada em gênero e políticas públicas, ex-vereadora, ex-subsecretária da mulher e da promoção da cidadania do Governo de MS. Atualmente, Carla Stephanini é Subsecretária da Políticas para Mulher da Prefeitura Municipal de Campo Grande. “O TCE-MS demonstra, com este projeto, o compromisso com a cidadania das mulheres, com uma vida livre de violência e com respeito. Cumprimentamos, através do presidente Waldir Neves, todo o colegiado e a Escoex por mais essa inovação.” 

    Para acompanhar o ciclo de palestras é só acessar este link.


    Fonte: ASSECOM
    Por: Tânia Sother


    Imprimir