Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    24/03/2018

    Corpo é encontrado degolado e com sinais de queimaduras em residência

    Edson Aquino de Oliveira, 57 anos, não era visto desde o último domingo (18). A principal suspeita do crime é a esposa do aposentado que ainda não foi encontrada.

    Corpo sendo removido dos fundos da residência © Marina Pacheco
    O aposentado Edson Aquino de Oliveira, de 57 anos, foi encontrado morto, esta tarde (24) no banheiro de uma residência abandonada da Rua Doutor Silvio de Andrade, na Vila Planalto em Campo Grande. A vítima foi degolada e tinha sinais de queimaduras pelo corpo.

    A principal suspeita do crime é a sua esposa, não identificada e que ainda não foi encontrada pela polícia. De acordo com o jornalista Wilson Aquino, irmão do aposentado, a vítima foi vista pela última vez no último domingo, 18, num encontro de família.

    “Na ocasião, ele pediu para o filho dele retornar na segunda-feira, pois ele queria conversar com o meu sobrinho”, comentou. No dia seguinte, no entanto, o garoto chegou à residência e foi informado pela esposa de Edson que ele teria viajado para receber um dinheiro.

    O mesmo se repetiu na terça e quarta-feira, quando a mulher da vítima entregou a chave do imóvel para o rapaz, dizendo que iria para uma fazenda, onde mora. Desconfiada, a ex-esposa do aposentado decidiu ir até a residência. No local, por conta do forte mau cheiro a mulher até teria cavado em vários pontos do terreno, até encontrar o corpo na residência ao lado.

    O acesso ao local é possível pelos fundos da casa de Edson. “Os vizinhos disseram que viram fogo nesse terreno, mas acharam que eles estavam queimando lixo. Provavelmente foi quando tentaram atear fogo no corpo”, pontua Wilson.

    Principal suspeita – A esposa da vítima, ainda não foi localizada pela polícia. “Precisamos encontrá-la para tentar entender o que aconteceu. Por enquanto ela é a principal suspeita do crime”, comentou o tenente Tiago Mônaco da Polícia Militar.

    O Corpo estava em avançado estado de decomposição e com muitos sinais de queimaduras pelo corpo. A suspeita é de que a vítima tenha sido morta, ainda no domingo.

    Fonte: campograndenews
    Por: Adriano Fernandes e Bruna Kaspary


    Imprimir