Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    19/02/2018

    Defesa de Joesley pede a Fachin que ouça Janot e outras 10 pessoas

    Advogados de Joesley alegam que a oitiva de autoridades e demais envolvidos é cabível para o estabelecimento do contraditório.

    © Marcelo Camargo/Agência Brasil
    A defesa do empresário Joesley Batista pediu ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), para que sejam ouvidos em juízo o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, o ex-procurador Marcelo Miller e outras nove pessoas.

    Segundo explica a coluna Expresso, da revista Época, Fachin será o responsável por decidir sobre o pedido de rescisão do acordo de delação premiada do empresário do grupo J&F diante das suspeitas de omissão durante as negociações.

    Os advogados de Joesley alegam que a oitiva de autoridades e demais envolvidos é cabível para o estabelecimento do contraditório.

    O pedido apresentado pela defesa do empresário também pede para serem ouvidos o procurador Eduardo Pelella e o promotor Sérgio Bruno Fernandes, auxiliares de Janot nas investigações.

    A Polícia Federal abriu inquérito para apurar os indícios de omissão.

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS