Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    08/01/2018

    Presos suspeitos de esquartejar crianças em ritual de magia negra

    Quatro dos sete envolvidos no crime foram detidos. O restante está foragido, segundo a polícia

    © Pixabay
    Quatro dos sete suspeitos envolvidos na morte de duas crianças por meio de um ritual satânico, em Novo Hamburgo, estão com prisão preventiva decretada. Um dos detidos é o líder do templo. Os outros estão foragidos. As vítimas foram esquartejadas em setembro passado, em uma mata de difícil acesso no município de Vale dos Sinos.

    Investigações da Polícia Civil apontam que um dos foragidos é argentino e tem amigos no Rio Grande do Sul. Ele teria raptado as crianças, de 8 e 12 anos, que eram irmãos, e trocado por um caminhão roubado, segundo informações do delegado Moacir Fermino, responsável pelo caso.

    "Bancos de dados argentinos estão sendo checados para ver se os DNAs das crianças são encontrados. Ofícios já foram enviados a autoridades do país vizinho. Também será verificado se o argentino tem parentesco com os irmãos", complementou o delegado, acrescentando que podem existir outras vítimas de ritual satânico. Há a possibilidade de o crime ter custado R$ 25 mil.

    Fonte: NAOM


    Imprimir