Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    05/01/2018

    COXIM| Frigorifico JBS no município pode reativar suas atividades ainda este mês, garante autoridades

    Mochi, Aluízio, Edvaldo, Vereadores e JBS garantem a reativação do frigorifico em Coxim

    Ilustração
    O presidente da Assembleia legislativa de MS, deputado Junior Mochi, prefeito Aluizio São José, vice prefeito Edvaldo Bezerra, vereadores Carlão e Edimir Candido, juntos tentam, com o governo do Estado, uma forma de reativar o frigorífico de Coxim com o Diretor geral da JBS, Renato Costa em Campo Grande.

    Fechado desde de fevereiro de 2017, Aluízio, foram feitas várias tratativas para tentar evitar o fechamento, mas não foi possível acordo entre as partes.

    O encontro aconteceu na quinta-feira (28) no escritório da JBS em Campo Grande, com a presidência de carnes do Brasil, Renato Costa.foto Edson Brandão

    “Estamos articulando com o deputado Mochi e o governador Azambuja, junto a diretoria da JBS, para reativar o frigorifico o mais rápido possível”, afirma, Aluizio São José.

    Mais de 210 pessoas desempregadas preocupa a todos. Até porque, segundo o prefeito, o fechamento de uma indústria em Coxim é crítico, já que é difícil a instalação de novos empreendimentos devido a legislação de município pantaneiro.

    O JBS informou que será possível já neste mês de janeiro de 2018 a reativação do frigorifico em Coxim, um acordo com o deputado Mochi e o governo do estado.

    O JBS é tem sete unidades de abate de bovinos em MS e, junto com às plantas das divisões JBS Couros, JBS Novos Negócios e Seara, geramos aproximadamente 12 mil empregos diretos no Estado.

    Por Edson Brandão


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS