Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    27/11/2017

    Em Três Lagoas, cerimônia de entrega de certificados do Senar/MS mostra importância da educação no Agro

    Durante o evento, alunos participantes do Agrinho 2017 receberam medalhas de premiação

    Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul / Carla Gavilan e Ana Brito © João Carlos Castro
    O Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural realizou, nessa sexta-feira (24), no Sindicato Rural de Três Lagoas, a cerimônia de entrega de certificados dos cursos promovidos pela instituição.

    Ao todo, foram certificadas 1.293 pessoas que concluíram as capacitações entre 1º de janeiro até o dia 20 de novembro.

    No evento, marcado pela emoção dos participantes, o presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito, falou da importância da qualificação para os jovens do meio rural em prol do desenvolvimento do setor agropecuário.

    “O Brasil é um dos 59 países que vive, atualmente, o que chamamos de ‘bônus demográfico’, que tem uma população economicamente ativa mais jovem se comparada à população inativa. É um fenômeno especial para nosso país e de também de muita responsabilidade por parte das instituições, pois temos que preparar melhor esse público para o mercado de trabalho. Pensando nisso, fico feliz ao ver aqui hoje a casa cheia, com alunos do Senar/MS, que vieram pegar o certificado, porque isso significa que o Sindicato Rural tem realizado um trabalho muito bem feito com a população e que temos um público interessado em adquirir novos aprendizados e em acompanhar a diversificação de matrizes que existe hoje na região.”

    O presidente do Sindicato Rural de Três Lagoas, Ivan Carrato, falou sobre as ações desenvolvidas, em parceria com o Sistema Famasul. “Nada seria do sindicato sem vocês [Senar/MS e Famasul]. Os cursos de formação profissional rural e promoção social recebem nossa total atenção, na proposta de levar conhecimento ao trabalhador e produtor rural”. 

    AGRINHO 2017

    A programação da solenidade também teve a entrega da premiação regional do programa Agrinho, do Senar/MS.

    Em Três Lagoas, o Agrinho atende seis escolas e aproximadamente 4 mil alunos.

    “Quero saudar os pais das crianças que receberam, aqui, as medalhas da premiação desta iniciativa, que traz aquilo que nós temos buscado nesses dois anos de gestão: compartilhar conhecimento, focando em temas transversais e atuais, como ética, respeito à diversidade e ao meio ambiente. É assim que contribuímos com a formação de cidadãos melhores”, afirmou o presidente do Sistema Famasul.

    Em relação ao alcance do Agrinho e sua transformação social, Carrato afirmou: “Encaramos a necessidade deste programa em Três Lagoas como ferramenta de ensino. Foi um sucesso”. 

    Representando a secretaria municipal de educação, Isabel Borges deu destaque à metodologia de ensino aplicada no material desenvolvido pelo Senar/MS.

    “O Agrinho trabalha a pedagogia de pesquisa com a interdisciplinaridade, o que é muito importante a ser trabalhado na escola. No material didático, o conteúdo não chega pronto para o aluno, mas desperta a reflexão”, acrescentou Isabel que representou a secretária municipal, Maria Célia Medeiros. 

    Participaram do evento, o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan; a diretora-secretária do Sistema Famasul, Terezinha Candido; o ex-presidente do sindicato rural, Marco Garcia; a representante do Comitê Famasul Jovem, Stéphanie Ferreira e os presidentes dos sindicatos rurais de Brasilândia, Adolfo Chorati Cavalhieri e de Paranaíba, Nilo Alves Ferraz.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS