Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    07/02/2019

    Moro: Políticos que me perdoem, mas caixa dois é trapaça

    ©DIVULGAÇÃO/ARQUIVO
    O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, fez nesta quinta-feira, 7, uma defesa enfática da criminalização do caixa dois, um dos pontos do projeto anticrime apresentado por ele no começo da semana.

    "Os políticos que me perdoem, mas caixa dois é trapaça, é crime. Não tão grave quanto a corrupção, mas tem de ser criminalizado", afirmou o ministro.

    Moro defendeu em mais de uma vez na palestra a necessidade de governo, Congresso e sociedade civil.

    O ministro disse ainda que o Estado tem de reconhecer a existência de organizações criminosas.

    "Sinceramente não deu certo. Não reconhecer o problema é pior. Nós estamos reconhecendo o problema e queremos mandar uma mensagem", disse. 

    Licença para matar

    Moro também defendeu que o projeto de lei anticrime apresentado por ele no início da semana não concede licença para policiais matarem.

    "O que existe é um aclaramento de ações que ocorrem na prática", afirmou, em relação ao trecho do projeto que trata da modificação do que é considerado legítima defesa. 

    "Na prática os juízes resolvem isso ao não reconhecermos situações de excesso (de policiais)."

    Fonte: Estadão Conteúdo
    Por: Mateus Fagundes e Clarissa Oliveira



    Imprimir