Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    25/11/2018

    Semana de Combate ao Aedes será realizada em todo o Brasil

    Verão é o período que requer maior atenção para não deixar mosquito nascer

    ©DIVULGAÇÃO 
    Neste domingo, começa a Semana Nacional de Combate ao Aedes nos estados e municípios. A partir desta data até o dia 30 de dezembro, serão feitas ações de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, transmissor das doenças dengue, zika e chikungunya. 

    No total, 210 mil unidades públicas e privadas de todo o País estão sendo mobilizadas, sendo 146 mil escolas da rede básica, 11 mil Centros de Assistência Social e 53 mil Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A semana fecha com o dia D de combate ao Aedes, com a realização de mutirões de limpeza em todos os espaços, incluindo os órgãos públicos. 

    De acordo com a Secretaria do Estado de Saúde (SES), este ano, no Estado, foram notificados 4.835 casos de dengue, 652 de chikungunya e 256 de zika e, em Campo Grande, foram 1.670, 227 e 142, respectivamente. 

    A Sala Nacional de Coordenação e Controle (SNCC) do Ministério da Saúde orientou estados e municípios a realizarem atividades para instruir as comunidades sobre a importância da prevenção e do combate ao mosquito.

    “O verão é o período que requer maior atenção e intensificação dos esforços para não deixar o mosquito nascer. No caso da população, além dos cuidados, como não deixar água parada nos vasos de plantas, é possível verificar melhor as residências, apoiando o trabalho dos agentes de endemias”, explica o coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde, Divino Martins.


    Profissionais devem visitar residências durante ação ©Álvaro Rezende/Arquivo

    Fonte: CE
    Por: Yarima Mecchi, com agências


    Imprimir