Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    07/10/2018

    ELEIÇÕES 2018| TRE afirma ser falsa notícia sobre falta de registro de voto para presidente

    Circula em redes sociais informação de que processo de votação está sendo encerrado antes de voto para presidente ser registrado na urna eletrônica

    ©DR
    O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) emitiu nota há pouco alertando os eleitores ser falsa a mensagem que circula em redes sociais apontando sobre a ausência de processamento de todos os votos na urna eletrônica. A fake news afirma que o voto para presidente não estaria sendo computado.

    Segundo a Justiça Eleitoral, em Mato Grosso do Sul estão em uso diferentes tipos de urnas eletrônicas nas seções –com seis modelos em atividade. “A velocidade de processamento e posterior encerramento dos votos, após o eleitor apertar a tecla confirma, é diferente de acordo com o modelo da urna eletrônica”, destacou.

    A Justiça Eleitoral explica que cada modelo de urna tem um processamento distinto, podendo demorar mais para concluir o processo, e que o eleitor pode ter confiança de que todos os votos serão registrados. “Importante ressaltar que nosso sistema é auditável. Qualquer ocorrência de fraude será detectável”.

    Também em nota, a OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional de Mato Grosso do Sul) informou que, diante de reclamações dos eleitores “ que não estão conseguindo exercer regularmente seu direito de voto”, foi enviado ofício ao TRE cobrando “esclarecimentos e providências a respeito das denúncias, e também esclarecimento à sociedade, pois a lisura do pleito garante um processo transparente e seguro”.

    Confira abaixo a íntegra da note do TRE:

    ATENÇÃO! NOTA OFICIAL:

    A Justiça Eleitoral esclarece que a mensagem que circula em redes sociais e aplicativos de bate-papo sobre a ausência de processamento de todos os votos na urna eletrônica é falsa.

    A informação falsa trata do voto para presidente, como se a urna não estivesse processando o voto.

    No Estado de Mato Grosso do Sul são utilizados diferentes modelos de urnas eletrônicas nas seções eleitorais, dentre eles o modelo 2006, 2008, 2009, 2010, 2013 e 2015.

    A velocidade de processamento e posterior encerramento dos votos, após o eleitor apertar a tecla confirma, é diferente de acordo com o modelo da urna eletrônica.

    Frise-se, cada modelo tem processamento distinto e é importante que o eleitor entenda como se dá o encerramento da votação e tenha segurança de que todos os seus votos são devidamente registrados pela urna eletrônica.

    Importante ressaltar que nosso sistema é auditável. Qualquer ocorrência de fraude será detectável.

    Logo, mais que combater as notícias falsas, é reforçar a confiabilidade no sistema das urnas e despertar a atenção crítica dos eleitores.

    Fonte: campograndenews
    Por: Humberto Marques



    Imprimir