Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    23/10/2018

    Acusado de estupro, idoso é espancado até a morte em cela de delegacia

    Morador da reserva indígena foi preso na operação de ontem e colocado em cela com 14 presos, que o espancaram até a morte; todos foram autuados em flagrante por homicídio

    Morte ocorreu na carceragem da 1ª Delegacia de Polícia, em Dourados ©Adilson Domingos
    Um homem de 73 anos, acusado de estupro de vulnerável, foi espancado até a morte em uma cela da 1ª Delegacia de Polícia Civil em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. O assassinato ocorreu ontem (22), mas só foi divulgado nesta terça-feira pela Polícia Civil.

    Morador na reserva indígena de Dourados, Milandro Fernandes, 73, foi preso ontem de manhã na Operação Saturação, que cumpriu 40 mandados de prisão na cidade. Ele era acusado de estuprar uma menina de 11 anos.

    O titular da 1ª DP, delegado Adilson Stiguivits disse que o idoso foi levado para a carceragem, para aguardar transferência para a PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

    Entretanto, ele foi espancado até ficar inconsciente logo após ser colocado na cela, uma prática considerada comum entre os presos, que não aceitam a presença de estupradores.

    Assim que perceberam as agressões, os policiais chamara o Samu (Serviço Móvel de Urgência), mas quando o socorro chegou Milandro já estava morto.

    O delegado disse que os 14 homens que estavam na cela foram autuados em flagrante por homicídio. O idoso foi espancado no banheiro da cela, onde estavam presos considerados menos perigosos.

    Milandro teria sido orientado pelos policiais para não relatar o motivo da prisão, mas um dos presos levados com ele para a cela contou aos demais que o idoso era acusado de estupro, o que provocou a ira dos demais internos.

    Fonte: campograndenews
    Por: Helio de Freitas, de Dourados


    Imprimir