Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    28/09/2018

    Deputado Felipe Orro apresenta Projeto de Lei que cria fonte de energia renovável no estado

    ©Divulgação
    O Deputado Estadual Felipe Orro apresentou Projeto de Lei na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, que autoriza o Poder Executivo a criar o Programa Estadual de Incentivo à utilização de biodigestores, à geração de energia a partir da biomassa e a Política Estadual do biogás.

    A finalidade do projeto é apoiar e incentivar o desenvolvimento da cadeia produtiva do uso das biomassas na geração de biogás e produtos derivados, como instrumento de promoção do desenvolvimento socioeconômico e da economia, visando a preservação ambiental e uma melhor distribuição de renda.

    Felipe Orro defende que o Projeto de Lei dará diretrizes para que os dejetos (fezes e urina) produzidos na pecuária e também os resíduos orgânicos produzidos no estado, tanto na área urbana como na área rural, sejam aproveitados na produção de energia e em outros produtos, por meio de biodigestores.

    Com esta autorização, além de incentivar a geração de energia renovável, a gestão dos resíduos será eficiente, promovendo a destinação final adequada de resíduos orgânicos, que vai reduzir a produção de gases de efeito estufa.

    “Além de resolver um passivo ambiental, a poluição causada pelos dejetos dos animais, o incentivo a implantação de biodigestores e a política estadual do biogás oferecerá uma nova fonte de renda ao homem do campo, diversificando a matriz energética sul-mato-grossense”, defende Orro.

    Como funcionam os biodigestores?

    Os resíduos orgânicos são colocados em biodigestores onde acontece a fermentação e a liberação do gás metano. Esse gás pode ser utilizado de duas maneiras: na queima direta, gerando calor e substituindo outros tipos de gases, e também na queima em motores e turbinas, que o transformam em energia elétrica. Tanto o gás, quanto a energia elétrica, podem ser usados na propriedade rural ou vendidos para utilização na rede pública.

    Além disso, o biofertilizante (resíduo líquido da biodigestão) pode ser aproveitado nas lavouras e pastagens, substituindo os adubos químicos e com um potencial poluente muito menor em relação aos dejetos.

    Biodigestão

    Reciclagem de biomassa, por meio da transformação dos resíduos em novos produtos, alterando-se suas propriedades físicas, químicas e biológicas

    Biogás

    Gás bruto obtido da biodigestão.

    Biomassa

    Todo recurso renovável oriundo de matéria orgânica, de origem animal ou vegetal, que pode ser utilizado na produção de biogás.

    ASSECOM


    Imprimir