Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    22/08/2018

    Preso suspeito de matar estudante brasileira no Paraguai

    Cristopher Ayala tem 27 anos e faz serviços de eletricista. Segundo a polícia, ele é o principal suspeito de cometer o crime.

    Erika Corte foi morta em Pedro Juan Caballero, onde estudava medicina (Foto: Reprodução/Facebook)
    Está preso em Pedro Juan Caballero o suspeito de matar a estudante brasileira Erika de Lima Corte, na manhã de segunda-feira (20) em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Cristopher Ayala tem 27 anos, e faz serviços de câmera, instalador de antenas e eletricista. Segundo a polícia, ele é o principal suspeito de cometer o crime.
    Suspeito será encaminhado para Pedro Juan Caballero. - Foto: Rádio 970 AM
    Cristopher é um dos dois homens suspeitos de matar a estudante. Segundo a polícia, ele é investigado pela morte de outra mulher em 2012, mas na época, foi liberado por falta de provas.

    A polícia nacional paraguaia considera Cristopher o principal suspeito por conta de evidências encontradas na casa dele, mas ainda não pode dizer quais. 

    Cristopher Ayala é preso no Paraguai pela morte da estudante brasileira Erika Corte (Foto: Carlos da Cruz)
    O homem foi preso na madrugada desta quarta-feira (22) na cidade de Concepción, no Paraguai, e foi levado para a divisão de homicídios da polícia nacional, em Pedro Juan. Ele será ouvido pelo Ministério Público paraguaio até o final da manhã.

    O caso

    Erika Lima Corte cursava medicina na cidade vizinha a Ponta Porã, MS, e foi encontrada morta no apartamento onde morava. Segundo a perícia, o corpo tinha 19 perfurações de faca.

    Ela é filha do ex-prefeito de Pontal do Araguaia, MT. O corpo de Erika foi enterrado na terça-feira (21), na cidade onde a família mora, com homenagens.

    Fonte: G1
    Por: Carlos da Cruz, Ponta Porã


    Imprimir