Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    31/08/2018

    BATAGUASSU| Caravina recebe visita de membros do Projeto Florestinha de Campo Grande

    ©Micael Nunes
    Durante a passagem por Bataguassu, os membros do Projeto Florestinha de Campo Grande estiveram em visita ao prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB) na tarde de ontem, dia 30 de agosto.

    No encontro realizado no gabinete municipal, os alunos fizeram a entrega de uma camiseta personalizada ao gestor.

    O 1º sargento da PMA, Antonio Roberto dos Santos Pereira, encarregado administrativo do 5º Pelotão da PMA de Bataguassu comentou durante a visita sobre a implantação do Projeto Florestinha no Distrito de Nova Porto XV, a partir de recursos de ação trabalhista.

    A sede própria do projeto será construída em um terreno ao lado da PMA, localizado na rua Euzébio Varaldo, nº 10. Para auxiliar a execução da obra, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura está promovendo o trabalho de terraplanagem no local, trabalho permitido por meio da Lei nº 2.528/2018, de 22 de agosto, que autorizou a disponibilização de terras e cessão de maquinários para execução dos serviços.


    ©Micael Nunes
    Conforme informações da PMA, o prédio a ser construído será de aproximadamente 360 metros quadrados, com salas de aula, sala de informática, cozinha e banheiros com acessibilidade. A obra está avaliada em R$ 322.510,00.

    O recurso será destinado pelo juiz Titular da Vara do Trabalho de Bataguassu, Antonio Arraes Branco Avelino. O valor é proveniente de um acordo fechado em uma ação civil pública movida após um acidente que matou quatro trabalhadores no frigorífico Marfrig em 2012.

    Cerca de 50 crianças em Nova Porto XV devem ser atendidas pelo projeto, com atividades previstas para serem iniciadas em fevereiro de 2019.

    Caravina agradeceu a presença dos participantes do projeto em Bataguassu e disse que o município é parceiro das ações da PMA. “A instituição realiza um importante trabalho voltado à base, a criança, que é onde temos que trabalhar para evitar o envolvimento com drogas e outras práticas ilícitas, repassando esse senso de rigor militar, a questão do trabalho social. No que for preciso, a administração municipal está à disposição para apoiar as atividades da PMA”, finalizou o prefeito.
    ©Micael Nunes
    ASSECOM


    Imprimir