Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    10/07/2018

    Resultado do “Maio Amarelo” ainda repercute em Aparecida do Taboado

    ©Divulgação
    Mais do que uma campanha educativa que está em sua quinta edição no País, o Movimento Maio Amarelo revelou talentos e personalidades preocupadas com a concretização de um grande sonho em suas cidades, que é tornar o trânsito mais seguro e humano. 

    Destaque por Mato Grosso do Sul durante a cerimônia de encerramento do Maio Amarelo 2018, realizada em 28 de junho , no auditório do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), em Brasília, a cidade de Aparecida do Taboado teve como protagonista de ações voltadas a um trânsito seguro a coordenadora municipal de Trânsito, Claudete Alves de Souza, homenageada da ocasião. 
    ©Divulgação
    O movimento, que este ano trouxe como tema “Nós somos o trânsito”, sugere ações coordenadas entre o a sociedade civil e o Poder Público. 

    Passado mais de um mês da cerimônia de encerramento do movimento, o assunto ainda é bastante comentando em Aparecida do Taboado, segundo disse Claudete, que no último dia 5 participou do III Encontro Estadual sobre Gestão, Educação e Legislação de Trânsito, ocorrido no auditório da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande. 

    Claudete não mediu esforços para mobilizar a sua cidade, propondo que lojas, padarias e o comércio em geral participassem do movimento, colocando o amarelo em destaque. 

    Emocionada durante o ato de entrega da premiação em Brasília, ela contou que sua motivação em fazer por um trânsito mais seguro surgiu depois de perder um irmão em um acidente de carro. 

    Com sua história e seu exemplo, ela tirou lágrimas dos presentes e recebeu a condecoração feita pelo Observatório. 

    Durante a cerimônia, Claudete foi premiada pelas melhores ações realizadas este ano em seu município, recebendo uma condecoração das mãos do presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária, José Aurélio Ramalho. 

    Além dela, foram premiadas pessoas que promoveram ações que mais disseminarem os conceitos e práticas propostas pelo Maio Amarelo, de conscientização para a segurança no trânsito e o incentivo à mudança de comportamento de todos. 

    ASSOMASUL 

    A importância do Maio Amarelo levou a diretoria da Assomasul a aderir a mobilização nacional em torno da conscientização da população sobre os altos índices de acidentes e mortes no trânsito. 

    Como forma de incentivo, a entidade municipalista estampou uma faixa publicitária na frente de sua sede em Campo Grande. 

    Para o presidente da Assomasul, Pedro Caravina, campanha dessa natureza produz um movimento coordenado entre o poder público e a sociedade civil, resultando assim em enorme benefício à população. 

    MAIO AMARELO 

    O movimento Maio Amarelo foi criado em 11 de maio de 2011. Isso aconteceu quando a ONU ( Organização das Nações Unidas) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. 

    A ação inspirou os demais países a dedicarem o quinto mês do ano às ações de conscientização e balanço sobre a segurança no trânsito. 

    O Movimento Maio Amarelo atingiu mais de 7,5 milhões de pessoas em 27 países, somando mais de cinco mil ações no Brasil, segundo os organizadores. 

    Este ano, a grande festa foi sediada pela ABDER (Associação Brasileira dos Departamentos Estaduais de Estradas de Rodagem) e pelo DER/DF (Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal), com apoio do Detran/DF e do Observatório Nacional de Segurança Viária.

    Fonte: ASSECOM
    Por: 
    Willams Araújo 


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS