Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    01/07/2018

    PONTA PORÃ LINHA DO TEMPO| Fatos históricos que marcam época

    Grupo Escolar Francisco Mendes Gonçalves, inaugurado em Junho de 1927 - Arquivo de MAGALHÃES
    E. E. MENDES GONÇALVES

    O prédio foi uma doação pessoal de Francisco Mendes Gonçalves para cidade de Ponta Porã, que receberia nessa década outras doações através de construções de prédios para serem utilizados pelo município, foi uma das obras da Cia. Mate Larangeira, esses empreendimentos iniciaram em 1927 através de um contrato de pacotes, esse contrato foi realizado na gestão de Heitor Mendes Gonçalves em conjunto com o governo do Estado neste período histórico. 

    COMPANHIA MATTE LARANGEIRAS. 

    Parta intender este contexto histórico, inicialmente denominada Empresa Matte Larangeira, a Companhia Matte Larangeira foi uma empresa que surgiu de uma concessão imperial ao comerciante Thomaz Larangeira, por serviços prestados na Guerra do Paraguai. Atuou na exploração de erva-mate no sul do Mato Grosso. Sua primeira sede foi em Concepción, no Paraguai, onde, em 1877, inicia a exploração de erva-mate. Posteriormente sua sede foi transferida para Porto Murtinho, tendo se estabelecido anos mais tarde em Guaíra, Paraná. 

    A Companhia foi a responsável pela fundação das cidades de Porto Murtinho e Guaíra, seu poder econômico propiciou muita influencia neste período, no seu auge, tinha um lucro seis vezes superior à arrecadação de impostos do estado do Mato Grosso. 

    LARANGEIRA, MENDES & CIA. 

    A sede da Companhia foi transferida em 1918 de Porto Murtinho, para a Fazenda Campanário, no município de Laguna Caarapã. Sendo que a erva passou a ser exportada pelo Rio Paraná, ficando somente a produção dos ranchos próximos exportada por Porto Murtinho. Desde 1902 a Companhia estabelece-se em Guaíra, inicialmente denominada de Porto Monjoli, iniciando a construção de uma ferrovia Estrada de Ferro Guaíra a Porto Mendes em 1911, que transporia as corredeiras da Sete Quedas

    Entre 1926 e 1929, a Cia, por várias vezes, emprestou dinheiro para o Governo de Mato Grosso e assumiu o compromisso de construir vários prédios públicos, conseguindo a renovação das concessões. 

    A Companhia Matte Laranjeira foi uma típica empresa colonial de exploração de território, teve grande poder político no Mato Grosso e faz parte de todo o desenvolvimento daquela região, constituiu duas cidades que foram suas bases, Porto Murtinho e Guaíra, deixou sua marca na fase histórica do desbravamento do Oeste brasileiro. 

    FONTES:


    EVA Maria Luiz Ferreira (2007). A participação dos índios Kaiowá e Guarani como trabalhadores nos ervais da Companhia Matte Larangeira (1902-1952) – Dissertação de Mestrado. 



    MAGALHÃES, Luiz Alfredo Marques. Retratos de Uma Época: Os Mendes Gonçalves & CIA. Matte Laranjeira. Ponta Porã, MS. Nova Edição. 2014. 

    MAGALHÃES, Luiz Alfredo Marques. Rio Paraguay da Gaíba ao Apa. Campo Grande, MS. Alvorada. 2008. 

    Pesquisador: professor Yhulds Bueno.

    Fronteira querida do meu coração, fronteira amada, desejada e cobiçada, fronteira sem fronteiras e sem portão, fronteira aberta uma só nação, bom ser fronteiriço cheio de orgulho e paixão. Yhulds Giovani Bueno 


    Imprimir