Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    01/07/2018

    Revitalização do Guanandizão deve ser entregue até agosto do ano que vem

    A expectativa é de que todo o processo, assim que licitado, seja concluído até agosto do ano que vem

    Prefeito e Governador assinaram nesta manhã (1º) convênio para revitalização do Ginásio Avelino dos Reis, conhecido como Guanandizão ©Marina Pacheco
    O Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o prefeito Marquinhos Trad (PSD) assinaram convênio na manhã deste domingo (1º) para revitalização do Ginásio Avelino dos Reis, conhecido como Guanandizão. No total, serão investidos R$ 2,3 milhões para recuperação do sistema elétrico, hidráulico, troca do piso da quadra poliesportiva, reforma das calçadas e reparos no teto da estrutura. Há 5 anos, o Corpo de Bombeiros interditou o local devido a instalações precárias e ausência de segurança. 

    Quadras externas também serão revitalizadas e a arena esportiva vai ganhar cerca nova. A expectativa é de que todo o processo, assim que licitado, seja concluído até agosto de 2019. Tal projeção, inclusive, foi compartilhada por representantes do Estado e município.

    Segundo o diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esporte), Rodrigo Terra, a obra devolverá à população a principal arena esportiva estadual coberta. “Espero que traga oportunidade de se pleitear grandes eventos esportivos e culturais. Temos projeto de usar a quadra como um Centro Municipal de Formação Esportiva de futsal e handebol", disse.

    O presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de MS), Marcelo Miranda, justificou atraso no repasse como decorrente da não atualização de documentos como a escritura do imóvel pela prefeitura, que administra o espaço desde 2012. A assinatura do convênio, então, ocorreu depois de sanada essa etapa.
    Fachada do Guanandizão que fica na Avenida Ernesto Geisel, no Bairro Guanandi ©Edemir Rodrigues
    Na prática, o investimento vai ser para garantir acessibilidade e segurança. Miranda acredita que em razão do período eleitoral, as obras se iniciem a partir de novembro. Há pressa para se concluir as intervenções, uma vez que estão avançadas as negociações para a realização dos jogos brasileiros escolares e universitários, em 2019, no ginásio. Isso renderia ao menos R$ 10 milhões ao município, entre gastos com hospedagem e alimentação das equipes.

    Para Azambuja, o andamento da reforma vai depender do processo licitatório da prefeitura e da própria empresa a ser contratada. O repasse estadual de R$ 2,2 milhões serão feitos em duas parcelas, complementados por contrapartida do município.

    Marquinhos, por sua vez, relembrou que a cidade estava perdendo jogos de várias seleções para Cuiabá. “É o regaste da prática esportiva na região, que vai oportunizar a reabertura de um espaço único para a cidade. Quem nasceu aqui tem muita história com o Guanandizão”.

    O ginásio, na Avenida Ernesto Geisel, foi construído há 34 anos pelo Estado e passou a ser administrado pela Prefeitura de Campo Grande em 2012. No ano seguinte, contudo, a arena com estrutura para 8.240 pessoas acabou fechada e permanece assim desde então. 

    Com o convênio firmado, produtores esportivos e culturais apostam que a cidade voltará ao circuito de grandes eventos. Isso porque o ginásio já sediou de confronto da Liga Mundial de Vôlei entre Brasil e Portugal (2004) a show do cantor Roberto Carlos (2013).

    Fonte: campograndenws
    Por: Viviane Oliveira


    Imprimir