Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    25/06/2018

    Águas Guariroba participa da campanha “Doação Voluntária de Sangue e Medula” do Hemosul

    Divulgação
    A Águas Guariroba participou na manhã desta segunda-feira (25) da Campanha de Doação Voluntária de Sangue e Medula Óssea realizada na sede do Hemosul em Campo Grande. Cerca de 15 colaboradores participaram da ação e destacaram a importância em ajudar as pessoas que necessitam de sangue através da campanha.
    Divulgação 
    Pela primeira vez participando da campanha, a assistente de Recursos Humanos, Emily Yasmin Rocha de Arruda, destacou o engajamento em ajudar as pessoas e a importância em participar de campanhas de doação. “Eu acredito que a importância da doação de sangue é ser direcionada para um bem maior. É ajudar a outra pessoa da melhor forma que podemos fazer, seja a doação de sangue ou até mesmo pelo cadastro para a doação de medula. É uma sensação muito boa. Mesmo não que você não consiga ver quem está sendo ajudado, o mais importante é que estamos fazendo a nossa parte” disse.
    Divulgação
    Participando pela quarta vez da campanha, a analista Anne Karolynne de Oliveira ressaltou a importância da doação de sangue e o sentimento de solidariedade ao ajudar o próximo. “Gosto muito de doar porque se trata de um ato determinante e que pode salvar a vida de uma pessoa. É uma experiência gratificante e muito enriquecedora. Por isso, sempre que possível participo das campanhas”, destacou.

    De acordo com Joana Léa Rodrigues, coordenadora de captação de doadores, o apoio de empresas e outros órgãos são parcerias constantes e que ajudam o Hemosul a manter os seus estoques de bolsas de sangue. “Contamos com a parceria de várias empresas e muitas delas já agendam o cronograma de doação, como a Águas Guariroba. Essa parceria é muito importante e faz com que contemos com o apoio das instituições e empresas que nos auxiliam para aumentar nossos estoques que abastecem as unidades de Campo Grande e também do interior” afirmou.

    Como doar sangue

    Para doar sangue é preciso estar munido de um documento oficial com foto, como a carteira de identidade ou de motorista. Os doadores precisam ter entre 16 e 69 anos (menor de idade acompanhado de pai ou mãe ou responsável legal) e com peso mínimo de 55kg. A primeira doação pode ser feita somente até 60 anos. Acima desta idade, apenas para quem já é doador de sangue.
    Divulgação
    Doenças que impedem a doação: doenças hematológicas, cardíacas, renais, pulmonares, hepáticas, autoimunes, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramentos anormais, convulsões, ou portadores de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue como Doença de Chagas, Hepatite, AIDS, Sífilis. Se estiver com gripe ou alergia deve esperar sete dias após sarar para doar sangue.

    Para doar sangue é necessário estar bem alimentado, mas é fundamental evitar alimentos com excesso de gordura no dia da doação.

    ASSECOM


    Imprimir