Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    23/05/2018

    Em Brasília, 61 prefeitos anunciam apoio à reeleição do senador Moka

    ©Divulgação
    Reunidos em Brasília nesta quarta-feira (23), 45 prefeitos sul-mato-grossenses anunciaram apoio à pré-candidatura do senador Waldemir Moka (MDB), que disputará a reeleição. Moka foi escolhido ontem relator-geral do Orçamento da União de 2019.

    Eles participaram da XXI Marcha dos Prefeitos. Outros 16 administradores que não foram a Brasília também anunciaram apoio a Moka, elevando o número para 61 dos 79 prefeitos.

    Na Marcha, eles pedem aumento de 1% no Fundo de Participação dos Municípios em setembro, atualização dos programas federais, dos Consórcios e dos Regimes Próprios de Previdência Social, além de reajuste do piso do magistério e dos precatórios.
    ©Divulgação
    Na carta em apoio a Moka, os prefeitos afirmam que o trabalho de cada um pode ser como primeiro ou segundo voto. Nas eleições ao Senado deste ano, o eleitor poderá escolher dois candidatos.

    “Não importa se o Moka será o primeiro ou segundo candidato do prefeito. O que vale é o apoio a sua reeleição”, observa o prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa (MDB), um dos organizadores do encontro com Moka.

    “Nossa manifestação se baseia no comprometimento do parlamentar com as causas municipalistas. Todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul vêm sendo contemplados com aplicação de recursos federais em obras e projetos ao longo desses mais de sete anos no Senado”, diz um trecho da carta.
    ©Divulgação
    O documento destaca que, nos últimos sete anos, o senador Moka “conseguiu a expressiva cifra de R$ 550 milhões em emendas e recursos extraorçamentários”. Também afirma que “ Moka é um político comprometido com a ética e o respeito à coisa pública”.

    De acordo com o prefeito de Vicentina, Marquinhos do Dedé (MDB), a manifestação dos prefeitos se deu de forma voluntária, como forma de retribuir o trabalho de Moka em Brasília, “um dos melhores parlamentares do Congresso em razão de sua brilhante atuação no Senado”.

    Na carta, os prefeitos deixam claro que o apoio a pré-candidatura de Moka demonstra à população sul-mato-grossense que eles estão vislumbrando um futuro de realizações para os municípios.

    Prefeito de Três Lagoas, Ângelo Guerreiro (PSDB) afirmou que o trabalho do senador em Brasília o respalda para disputar mais uma eleição, dessa vez com seu apoio. “O senador Moka é um orgulho para o nosso Estado”, resumiu Guerreiro, que era adversário político do emedebista.

    Os prefeitos concluem a carta afirmando que “a permanência de Moka no Senado nos dá segurança de que nossas cidades continuarão a ter um olhar especial desse parceiro e que nossos projetos terão sequência nos próximos anos”.

    ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS