Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    15/05/2018

    Depois de ‘blocão do MDB’, deputada também deixa base tucana na ALMS

    Grazielle Machado diz que espera decisão do PSD

    ©Divulgação/Arquivo
    Uma semana depois dos deputados do MDB anunciarem saída da base aliada do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), outros dois parlamentares estaduais podem tomar a mesma decisão. Recém-chegada ao PSD, Grazielle Machado afirmou nesta terça-feira (15) que não integra mais a base governista e que outro colega pode tomar decisão semelhante.

    Grazielle, que no ano passado chegou a sair da base aliada quando ainda integrava o PR, afirmou que agora tem motivo político para tomar a decisão. Ela afirmou que aguarda reunião entre os líderes do PSD, entre eles o prefeito da Capital, Marquinhos Trad, para definir o posicionamento.

    “Sou independente, vou votar a favor dos projetos que são bons para Mato Grosso do Sul”, questionada sobre possível sinalização de Marquinhos para que ela deixe a base de Reinaldo, a deputada afirmou que “têm sinais que valem mais que orientações”.

    A deputada também disse que a conduta dela é semelhante a do deputado Lídio Lopes (PEN), marido da vice-prefeita da Capital, Adriane Lopes. Segundo Grazielle, Lídio também teria deixado o “blocão” da base do governo e se tornado independente.

    O deputado afirmou ao Jornal Midiamax que sempre integrou o bloco dos deputados emedebistas e, por isso, também deixou a base governista e vota de forma independente.

    Grazielle finalizou afirmando que mesmo que o PSD decida voltar em apoio a Reinaldo e volta para a base, “eu retorno sem nenhum constrangimento”, completou.

    Fonte: campograndenews
    Por: Aliny Mary Dias e Evelin Cáceres


    Imprimir