Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    07/05/2018

    CASSEMS| ‘Odontologia para Bebês’ realiza mais uma edição em Dourados

    © Messias Ferreira
    O município de Dourados, distante 235 km da Capital, recebe, na próxima quarta-feira (09), o programa de prevenção “Odontologia para Bebês”. Criado há doze anos, o programa tem o objetivo de prevenir problemas e manter a saúde bucal das crianças. O “Odontologia para Bebês” acontece no Centro Odontológico da Cassems, que fica na Rua Mato Grosso, 1470, e os interessados em participar devem ligar no telefone (67) 3033-8359.

    O programa de prevenção “Odontologia para Bebês” foi criado em 2006, e o realizado em Dourados é uma extensão do existente em Campo Grande e funcionam no mesmo formato que o da Capital. O odontopediatra responsável pelo atendimento do programa no município, Fernando Lamers, explica que o foco é despertar a educação e a prevenção nos participantes.

    “Inicialmente, o programa tem um caráter educativo que é feito de duas maneiras: coletivo, na palestra e individual, na conversa com os pais. Nós passamos as informações sobre os hábitos nocivos para a saúde bucal, durante todo o processo. A filosofia do programa é de intervenção mínima, ou seja, nós prevenimos para não haver problemas e, quando houver, nós tratamos para que não tenha mais”, explica Lamers.

    Para a diretora de Assistência Odontológica da Cassems, Denise Sakae, a expansão do programa mostra que o método adotado, baseado na prevenção e na promoção da saúde bucal, é eficaz por apresentar resultados satisfatórios na criança e familiares, uma vez que, ao receberem informações corretas, ocorre a mudança de hábitos nocivos, bem como a prevenção de problemas bucais. “A intenção da Caixa dos Servidores é expandir o atendimento para o interior, até porque, o programa aqui da Capital atende vários beneficiários do interior do Estado”, afirma.

    Para participar do programa, os pais devem se cadastrar para as palestras, onde eles terão informações sobre hábitos alimentares, higienização, traumas, entre outros. Após a palestra, será agendada a primeira consulta clínica do bebê, onde o atendimento individual é realizado e os pais são orientados de acordo com a faixa etária da criança.

    Algumas crianças chegam para o primeiro atendimento já com atividade de cáries que são decorrentes, na maioria dos casos, de hábitos nocivos como o aleitamento ao seio tardio, mamadeiras açucaradas, associados à falta de higiene. Devido a este quadro, no programa também são realizados procedimentos restauradores e preventivos. Os retornos serão trimestrais, até a criança completar cinco anos de idade, quando deverá ser direcionada à Odontopediatria.

    ASSECOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS