Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    21/04/2018

    Idoso se apresenta e alega que foi agredido antes de jogar carro em cima de motociclista, diz polícia

    Relojoeiro prestou depoimento formal e foi indiciado por lesão corporal dolosa. Ele alegou que ficou desesperado e foi agredido a socos pelo motociclista.

    ©Reprodução
    O motorista flagrado jogando o carro em cima de um motociclista, em uma avenida de Três Lagoas, leste Mato Grosso do Sul, se apresentou espontaneamente à polícia na noite de sexta-feira (20). O relojoeiro de 67 anos disse que, somente fez o ato por desespero, momentos após ser agredido pelo outro condutor.

    O idoso prestou depoimento formal e foi indiciado. Ele contou que, durante a tarde, trafegava pela avenida Filinto Muller, com o vidro aberto quando reduziu a velocidade e deixou o motociclista irritado, já que estava na frente dele. Logo depois, o homem parou ao lado do carro, puxou a camiseta da suposta vítima e o agrediu com socos.

    Segundo disse ao G1 o delegado Messias Pires dos Santos Filho , o relojoeiro não tinha antecedentes criminais. Ele já foi liberado e responderá por lesão corporal dolosa. A pena para este tipo de crime varia de dois meses de detenção a um ano, além de possível multa.

    Entenda o caso

    Toda a polêmica começou com um vídeo que circulava as redes sociais. Nele, o motorista do veículo é flagrado jogando o carro em cima de um motociclista ao lado dele na avenida Filinto Muller por volta das 14h (de MS) em Três Lagoas.

    Nas imagens é possível ver o carro passando quase em cima do motociclista e, em seguida, foge em sentido contrário pela avenida. A vítima comunicou o caso à Polícia Militar e, segundo a PM, disse que não ficou ferida.



    Por Graziela Rezende, G1 MS
    Imprimir