Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    31/03/2018

    Turistas são presos por pesca predatória; dois por invadirem parque em MS

    Pena para este crime é de um a três anos de detenção

    Primeiras prisões ocorreram durante fiscalização fluvial na área do Parque ©Divulgação/PMA
    Dois paranaenses, de 35 e 64 anos, e dois irmãos paulistas, de 62 e 63 anos, foram presos nesta quinta e Sexta-Feira Santa (30) por pesca predatória e em locais proibidos, em Mato Grosso do Sul. Os moradores de Porto Rico, no Paraná, chegaram a entrar sem autorização no Pevri (Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema).

    Todos os petrechos proibidos foram apreendidos ©PMA
    As primeiras prisões ocorreram durante fiscalização fluvial na área do Parque, devido a Operação Semana Santa, no município de Jateí e Naviraí. Os paranaenses estavam pescando dentro da área do Parque (local proibido). A dupla utilizava espinhéis e redes de pesca, proibidos, e ainda haviam capturado pescado abaixo da medida permitida.

    Com eles foram apreendidos um barco, um motor de popa com tanque, doze redes de pesca, medindo 600 metros e um espinhel e 14 kg de pescado. Os infratores foram levados à delegacia de Polícia Civil de Jateí e multados em R$ 1.140,00, cada um.

    2º caso - A equipe ainda desmontou dois acampamentos de pesca instalados dentro da área do Parque e apreendeu barracas, 20 redes, medindo 1.000 metros, 31 anzóis de galho e dois espinheis. Os infratores não foram localizados.

    Nesta sexta, dois irmãos moradores em Planalto, São Paulo, foram presos durante fiscalização no rio Verde em Água Clara. Eles iniciavam uma pescaria embarcada e já haviam capturado 5 kg de pescado, com exemplares abaixo da medida permitida por lei. Os peixes foram soltos no rio.

    Os militares apreenderam um barco, um motor de popa com tanque e três carretilhas com varas. Os policiais aplicaram multa no valor de R$ 1.100,00, para cada um.

    3º caso - Já em Dourados, durante fiscalização fluvial em aproximadamente 15 km no rio Dourados, na operação Semana Santa, os militares apreenderam diversos petrechos de pesca ilegais, mas ninguém foi localizados.

    A equipe localizou e retirou do rio, dois espinhéis, com vários anzóis, 26 anzóis de galho e uma rede de pesca, que estavam armados no curso d’água. Três quilos de peixes foram soltos no rio.

    Fonte: campograndenews
    Por: Danielle Valentim


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS