Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    03/03/2018

    TRÊS LAGOAS| Milhões em investimentos e centenas de empregos é o que projeta o Secretário Tonhão, para o município, em 2018

    Instalação de grandes empresas - além da ampliação das já existentes - deve ser o início de uma arrancada nas finanças da cidade.

    Segundo Tonhão, a cidade continua crescendo, andando na contramão da crise financeira do país
    Ex-vereador e, agora, Secretário de Desenvolvimento Econômico de Três Lagoas, Antônio Luiz - mais conhecido como Tonhão - conversou com a reportagem do jornal Hojemais e garantiu que a cidade vem crescendo em ritmo bastante acelerado. Segundo ele, por exemplo, os problemas envolvendo os irmãos Batista (Eldorado) não afetaram, em nada, o interesse de outras empresas por Três Lagoas. “Nossa única preocupação, hoje, é em relação à UFN III (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados) que, por conta dos escândalos de corrupção na Petrobrás, causa um prejuízo de, aproximadamente, 40 milhões de reais aos fornecedores” - disse o Secretário, mencionando que há um processo contra a Petrobrás em que bens da Estatal estão bloqueados.

    “Apesar disso, a própria Eldorado vem batendo recordes de produção e foi vendida por valor significativo; os fundos de pensão que investiram tiveram lucros absurdos por conta da venda. Em suma, estamos tranquilos” - destacou Tonhão. 

    O Secretário ainda esperançou sobre o término das obras da UFN III. “Esperamos que o fim das obras aconteça ainda esse ano, o que corresponde ao investimento de, aproximadamente, dois bilhões de reais e uma média de oito mil empregos no pico da obra” - disse.

    INVESTIMENTOS

    Durante a entrevista o Secretário de Desenvolvimento Econômico confirmou Três Lagoas “na contramão”. Segundo ele, mesmo com a crise que o Brasil atravessa - onde muitas empresas estão fechando suas portas, diminuindo quadro de funcionários, entre outras opções, para corte de gastos que acabam impactando negativamente no orçamento da família brasileira - há também inúmeras empresas saindo, por exemplo, da informalidade e gerando mais recursos, mais empregos, além de outras dezenas que têm surgido com o auxilio da própria Secretaria. “Temos, pelo menos, seis indústrias engatilhadas: uma indústria de papel; duas de metal mecânica; uma de fiação de cobre; uma de cerveja; uma de artefatos de concreto e a expansão de uma fábrica de calçados” - enfatizou Tonhão.

    O Secretário ainda comentou os valores destes investimentos. De acordo com ele, se forem somados todos os valores, os investimentos na cidade passam dos R$ 600 milhões. “Além desse volume de dinheiro injetado na cidade, com a chegada dessas empresas, temos também a criação de mais ou menos 300 empregos diretos” - projetou o Secretário.

    EXPLORAÇÃO DO TURISMO

    Três Lagoas tem potencial turístico enorme e vem explorando isso ao longo dos anos. Tatiana Giacheta, responsável pela parte do Turismo em Três Lagoas, comentou que investimentos estão sendo feitos para atrair o turista aos finais de semana. “Somos um polo de turismo de negócios. Temos, agora, de fazer com que, esse investidor, empresário, que visita a cidade durante a semana por que está a trabalho, venha com sua família também aos finais de semana” - comentou.

    Por isso, a Prefeitura de Três Lagoas, por meio de ações, tem investindo nesse quesito, como mencionou Tatiana. Segundo ela, o Balneário Miguel Jorge Tabox tem eventos programados até o meio deste ano. Um dos mais interessantes, talvez seja o 1º Campeonato de Churrasco Amador de Três Lagoas. “Nós ainda estamos terminando os detalhes a respeito dessa competição, mas já adiantamos que, além do júri escolhido para julgar a melhor equipe de churrasqueiros, a população também fará parte desse julgamento. Serão 40 equipes com 10 pessoas, todas com o mesmo tipo de carne e outros detalhes ainda a serem definidos” - ela comentou, lembrando que a data para a competição acontecer ainda não foi definida, mas deve ser perto do fim do mês de abril.

    O turismo das águas também é outro ponto abordado por essa gestão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Um passeio náutico está no cronograma, além da instalação de um ancoradouro. Esse segundo demanda um planejamento um pouco mais detalhado por conta da profundidade do rio. “Estamos buscando mais investimentos por meio do Ministério do Turismo. 

    Queremos realizar, pelo menos, um evento a cada mês até o meio do ano. Temos a Festa do Folclore, passeios, shows e um Festival de Pesca. Tudo isso está sendo planejado para fomentar o turismo na cidade e fazer com que, não só pessoas de fora usufruam, mas que o três-lagoense também seja um consumidor das nossas riquezas” - comentou a responsável.

    CRESCIMENTO NACIONAL

    A cidade, como disse o Secretário Antônio Luiz, continua na contramão da crise, mas pode ser ainda mais ajudada pelo crescimento do PIB. Em 2017, por exemplo, o aumento foi de 1%, primeira alta em dois anos consecutivos. Antes, juntando 2015 e 2016, o Produto Interno Bruto havia recuado 7%, causando a maior recessão da história do país.

    Contudo, o Ministro da Fazenda - Henrique Meirelles - disse que a expectativa é que o PIB cresça em torno de 3% em 2018 e acredita que, com isso, as famílias brasileiras, por exemplo, continuarão comprando bens duráveis e apostando em financiamentos, pois enxergam possibilidade de pagamento. “Isso faz um carrossel. Empresas investem mais, famílias acreditam mais e isso impulsiona a economia de maneira positiva; todos acabam acreditando no crescimento contínuo da economia” - destacou o Ministro Meirelles.

    IMPOSTÔMETRO

    O crescimento na arrecadação dos Governos tem sido bastante grande. Somente este ano, até o fechamento desta matéria, Três Lagoas arrecadou cerca de 30 milhões de reais em impostos. No ano passado, o município conseguiu a soma de R$ 131.298.164,71 (Cento e trinta e um milhões, duzentos e noventa e oito mil, cento e sessenta e quatro reais e setenta e um centavos).

    O Brasil, por sua vez, em 2017, teve uma arrecadação de R$ 2.172.053.819.242,78 (Dois trilhões, cento e setenta e dois bilhões, cinquenta e três milhões, oitocentos e dezenove mil, duzentos e quarenta e dois reais e setenta e oito centavos). Este ano, em apenas três meses – e até o fechamento dessa matéria - o país havia arrecadado pouco mais de 420 bilhões de reais.

    Fonte: Hojemais Três Lagoas
    Por: Ygor Andrade 


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS