Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    01/03/2018

    ROCHEDO| Prédios azuis levantam questionamentos na cidade

    Paço Municipal © Divulgação
    Mera coincidência ou não, o fato de a administração municipal de Rochedo, cidade localizada a cerca de 70 km de Campo Grande, ter pintado imóveis públicos com a cor azul celeste, mesma cor dos imóveis particulares do pai do prefeito, vem gerando polêmica entre os rochedenses e suscitando até comentários um tanto quanto depreciativos em relação ao atual comandante do Poder Executivo Municipal.

    Todo o imbróglio sobre as pinturas dos prédios públicos – em especial da Prefeitura Municipal – teve início nesta semana quando populares entraram em contato com a reportagem do jornal “Impacto MS” enviando fotografias do Paço Municipal e da residência do ex-prefeito Francisco de Pula Ribeiro, o Chico Catarina, que, depois de pintados, ficaram muito parecidos.
    Casa do Pai do Prefeito © Divulgação
    “Olhando a casa do pai do prefeito Juninho do PT (PSDB) e o prédio onde funciona a administração municipal, tem-se a impressão de que foram pintados utilizando a mesma lata de tintas, o mesmo pincel e os mesmos pintores” afirmou um morador que pediu a preservação de sua identidade para evitar possíveis retaliações.

    Com as fotografias em mãos, a equipe de “Impacto” trouxe a público o relato de moradores de Rochedo e o assunto viralizou nas redes sociais, principalmente na página do Facebook mantida por um dos diretores do Grupo de Comunicação.

    “Não estamos fazendo qualquer acusação contra a atual administração. Pelo contrário, estamos simplesmente trazendo ao conhecimento público essa ‘coincidência’ que, pode, inclusive, ferir a legislação, pois o administrador está proibido por lei de utilizar marcas pessoais no processo administrativo e todos sabem que o azul sempre foi a marca do ex-prefeito Chico Catarina que esteve à frente da prefeitura por duas gestões” afirmou o diretor de Impacto, jornalista e radialista Eli Sousa.

    Paço Municipal © Divulgação 
    Durante o Programa “Bronca do Eli”, na Rádio Diamante FM, o radialista aproveitou para abrir espaço para que os responsáveis pela pintura do prédio da Prefeitura se justifiquem, ou seja, tragam às claras como foi o procedimento para a realização dessa “melhoria” no imóvel municipal e acabem de vez com os comentários maldosos sobre o assunto polêmico.

    “Quando o cidadão reclama da administração ou a denuncia não compete a nós da imprensa investigar para provar o contrário; compete ao administrador público mostrar a lisura de seus atos e, assim provando, estaremos aqui, na rádio, no jornal impresso e no jornal online prontos a trazer a verdade dos administradores de Rochedo” afirmou Eli Sousa colocando os órgãos de comunicação que dirige à disposição da gestão Francisco de Paula Ribeiro Júnior para que ela possa se posicionar junto à população e acabe, de vez, com o clima de desconfiança que paira em Rochedo que já está ficando conhecida como “a cidade dos prédios azuis”.

    Fonte: ImpactoMS
    Por Flavia Andrade


    Imprimir