Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    05/03/2018

    Governo demite 3 policiais acusados dos crimes de corrupção e peculato

    Trio chegou a ser preso em 2012 pelo Gaeco

    © Divulgação
    A edição desta segunda-feira (5) do Diário Oficial do Estado trouxe a demissão de três policiais civis, lotados na Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), que chegaram a ser presos em 2012 acusados dos crimes de corrupção passiva, peculato, formação de quadrilha e inserção de dados falsos em banco de dados da administração pública.

    A publicação revela que os três, José Adão Corrêa, Oclécio de Farias Junior e Ronieri Isael Adomatis de Araújo respondiam ao mesmo processo na Corregedoria da Polícia Civil, e teriam infringido artigos da Lei Orgânica da instituição.

    Em 2012, os três eram lotados na delegacia do município de Coronel Sapucaia, e chegaram a ser presos durante a Operação Nhu-Vera (primitivo nome de Coronel Sapucaia. Em tradução livre significa ‘Campo Brilhante’) deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

    À época, os três eram investigados pela suposta prática dos crimes de peculato, corrupção passiva, inserção de dados falsos em banco de dados da Administração Pública e de formação de quadrilha, tipificados nos arts. 288, 312. 313-A e 317, todos do Código Penal.

    Os agentes eram acusados de fraudar boletins de ocorrência em troca de suborno. As investigações duraram pelo menos cinco meses, e além das prisões também resultaram no cumprimento de mandados de busca e apreensão.

    Fonte: Midiamax
    Por: Ludyney Moura


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS