Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    07/03/2018

    Em solenidade pelo Dia da Mulher, vereador Carlão entrega medalha a Sebastiana Grisoste e Maria Rita

    © Divulgação
    Durante sessão solene em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, com a entrega da Medalha “Celina Martins Jallad”, o vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB) - 1º secretário da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Campo Grande, homenageou Sebastiana Grisoste da Silva e Maria Rita dos Santos. Conforme o parlamentar, as honrarias representam reconhecimento a mulheres guerreiras que com força e dedicação fazem a diferença na sociedade campo-grandense.

    “Sebastiana e Rita são ilustres representantes da força feminina. Matriarcas que com dedicação e amor formaram suas famílias e ainda encontraram tempo para praticarem o bem-comum e a solidariedade. São heroínas, guerreiras que ao longo de suas vidas contribuíram para o fortalecimento da nossa sociedade”, destacou Carlão.
    © Divulgação
    A data foi instituída na Casa de Leis por meio das Resoluções nº 1.056/05, 1.069/07 e 1.169/13. Na ocasião serão homenageadas diversas mulheres em reconhecimento aos relevantes serviços prestados. As homenagens serão realizadas no Plenário Oliva Enciso, local que leva o nome da primeira mulher vereadora de Campo Grande, que presidiu a Casa de Leis de 05 a 28 de janeiro de 1958 e em 1959.

    Luta contra violência - O parlamentar também alertou sobre o combate a violência contra as mulheres. Apontou que os números são alarmantes, ressaltando a quantidade de mulheres assassinadas na Capital e em todo Estado, vítimas de violência doméstica.

    “Quando uma mãe não consegue vaga no Ceinf para deixar seus filhos e poder trabalhar com a cabeça tranquila, está tendo seus direitos violados. Quando ela enfrenta dificuldades para encontrar pediatras nos postos de saúde, ou fazer um exame preventivo e de mama, também sofre violação de direitos. São deficiências no serviço público que impactam principalmente as mulheres, porque são elas que mais se dedicam as famílias. Que mais estão expostas as dificuldades sociais, justamente porque o mercado de trabalho é desigual. Tenho pesquisado, como legislador, mecanismos para combater esta injustiça. Defendo a equiparação salarial entre homens e mulheres”.
    © Divulgação

    Fonte: ASSECOM
    Por: Janaina Gaspar


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS